Jornal Espaço Aberto

Página Inicial

Colunas Online » Desatando Nós

Cresce o número de assassinatos de homossexuais no Brasil

Voltar para listagem de colunas Inserida em: 08/04/2012 Colunista: Alexandre Martins Joca

O GGB – Grupo Gay da Bahia divulgou recentemente o crescente número de assassinatos de homossexuais no Brasil. Em 2011 foram 266 casos e a expectativa para este ano (2012) é a pior possível, pois nos três primeiros meses, já foram registrados 112 assassinatos.

De acordo com a entidade que acompanha as notícias sobre crimes dessa natureza veiculadas em jornais e internet desde a década de 1970, no ano passado, a maior parte dos assassinatos foi contra gays (60%), seguido de travestis (37%), e lésbicas (3%).
Os Estados com maior incidência de mortes foram Bahia (28), Pernambuco (25) e São Paulo (24).

O antropólogo Luiz Mott, fundador do GGB – Grupo Gay da Bahia, afirma que o número de assassinatos de homossexuais é bem maior que os apresentados e criticou o governo federal pelo não cumprimento do Plano Nacional de Direitos Humanos, aprovado em 2002. O projeto prevê a criação de um banco de dados específico sobre crimes contra gays. Mott destaca “Nem Lula nem Dilma cumpriram essa obrigação. As estatísticas continuam crescendo sem que providências sejam tomadas. É evidente que a impunidade é o maior aliado da questão homofóbica”.

Segundo o antropólogo, o GGB estuda a possibilidade de ingressar com ação internacional junto a Organização dos Estados Americanos (OEA), denunciando os  governos brasileiros (federal e da Bahia) por improbidade administrativa e prevaricação.