Jornal Espaço Aberto

Página Inicial

Colunas Impressas » Horóscopo

SIGNO DO MÊS - ESCORPIÃO

Voltar para listagem de colunas Inserida em: 23/10/2012 Colunista: Silvia Helena Francisco

O signo de Escorpião representa uma fase de morte e transformação que deverá ser intensamente vivenciada, para dar lugar à última etapa do ciclo. O seu tema, muitas vezes mal entendido, é a mudança profunda e definitiva. Esta mudança é quase sempre temida e evitada a todo o custo: só acontece após uma luta demorada e por vezes dolorosa.

Neste segundo signo de Água, a vivência dos sentimentos é intensa, profunda e, muitas vezes, inconsciente. Os sentimentos "infantis" do signo de Câncer dão agora, lugar a uma expressão mais interiorizada e secreta, com um toque de imposição e extremismo. O Modo Fixo vem acrescentar a esta intensidade emocional uma grande tenacidade, bem como uma necessidade de continuidade e segurança.

A Água Fixa de Escorpião é a que mais se apega aos sentimentos, procurando segurança, mas é também a que tem maior capacidade de transformá-los.

Com o signo de escorpião, toda expressão da personalidade é permeada por uma forte intensidade. Existe carisma, poder de sedução e capacidade de descobrir as motivações ocultas nos outros. Numa primeira fase, estas capacidades podem ser usadas de forma defensiva e algo manipulador, tendo em vista a preservação emocional. Quando se atinge certa maturidade interior, estas mesmas características tornam-se os principais auxiliares da transformação.

Quando o Escorpião compreende que não precisa estar sempre a defender-se, inicia a verdadeira descoberta de si mesmo: um ser em permanente mudança.

Uma excessiva ênfase de energia desse signo, num mapa natal, pode indicar uma emoção super  imperativa, presa de motivações inconscientes. O mal-estar interior pode ser tão forte que se torna incomodativo não apenas para a própria pessoa, mas para as demais - esta situação pode complicar-se ainda mais se todas as partes se mantiverem inconscientes do processo.

O bloqueio destas energias pode indicar dificuldade em transformar-se. Pode haver uma espécie de apatia ou estagnação emocional: como não têm capacidade de se regenerar, os sentimentos não têm poder transformativo.

Touro, o signo complementar, representa a capacidade de manter, estabilizar e construir, dando assim sentido à morte e transformação do escorpião.

Escorpião tem como co-regente o  mesmo planeta regente que Aries : Marte, planeta do guerreiro, da ação e da luta, como primeiro signo do Zodíaco, esta luta é projetada para o exterior e vivida "às claras"; em Escorpião, contudo, a luta torna-se interior, secreta e por vezes inconsciente - o guerreiro é aqui levado a confrontar e a transformar os seus demônios interiores. Na atualidade a sua regência é Plutão.