Jornal Espaço Aberto

Página Inicial

Colunas Impressas » De Olho na Política

O teatro aplicado à educação

Voltar para listagem de colunas Inserida em: 11/02/2013 Colunista: Carlos Pinto

“Não existe vento favorável,

para o marinheiro que não

sabe aonde ir.”

(Sêneca)

 

As finalidades do teatro aplicado à educação podem partir de duas etapas de trabalho: a) Formação do aluno; b) Informação do aluno. Na etapa referente à formação do aluno, deve-se estabelecer um programa destinado a lhe proporcionar condições de desenvolvimento de suas potencialidades, quer sejam de sociabilidade, humanidade, artísticas e criativas, concorrendo para a integração do aluno na sociedade.

Entende-se como ponto de integração, o fato do aluno ou individuo trabalhar no seu grupo social, em valores criativos. Colocamos o fator integração como a terceira etapa de uma vivencia social, cuja primeira etapa seria a acomodação, e a segunda a adaptação.

Em síntese, existem os indivíduos que se acomodam; aqueles que se adaptam ao meio; e os que tentam romper as barreiras do meio, partindo para novos campos. Esta ultima consideramos como a verdadeira integração. No item que se refere à informação do aluno, esta deve se processar através da utilização de canais que forneçam condições a esse aluno, de desenvolver as suas faculdades de formação.

No ensino fundamental deve-se estimular na criança o gosto pelas artes, através de vivências criativas; comparecimento a espetáculos infantis; desenvolvimento da coordenação motora, os sentidos sensoriais; despertar o conhecimento de si mesmo e sua identificação com os demais; desenvolver comentários no sentido dos aspectos críticos. No ensino médio temos que partir para a aplicação direta do teatro, não só como meio de educação e cultura, mas também no sentido da formação de grupos teatrais, com a montagem de textos já estabelecidos, ou com a adaptação desses textos estabelecidos, ou então, com a elaboração de textos pelos próprios alunos. Em linhas gerais, é a continuidade do trabalho e do programa realizado no ensino fundamental, dentro de perspectivas mais elevadas e apuradas.

As técnicas a serem utilizadas na primeira etapa se constituirão de exercícios dramáticos, sem maiores preocupações, realizando improvisações do texto em estudo, aplicando os jogos dramáticos, com auxilio da expressão corporal. Em uma segunda etapa, devem-se aprofundar as técnicas anteriores, com aplicação de laboratórios, apresentação de espetáculos, realização de análise de textos, exercícios de expressão corporal, pesquisar e obter conhecimentos sobre iluminação cênica, cenografia, figurinos, sonoplastia e cenotécnica. Um trabalho que deve sempre ser desenvolvido em equipe, para o aprendizado do trabalho coletivo.

Em síntese, a finalidade do teatro aplicado à educação é a de gerar a criatividade, que é uma forma de solucionar problemas. Criatividade só se identifica através dos produtos e seus resultados. Originalidade, adaptabilidade e concretização, são metas que o trabalho deve abranger, com a finalidade de fundamentar a criatividade, sempre distinguindo a científica, da artística.