Jornal Espaço Aberto

Página Inicial

Colunas Impressas » Horóscopo

Signo do Mês – PEIXES

Voltar para listagem de colunas Inserida em: 20/02/2013 Colunista: Silvia Helena Francisco

Nesse mês (fevereiro), entramos com o sol no signo de Peixes, com o  símbolo, dois peixes nadando em direções opostas, ( como o próprio símbolo do yin e yang) é o ultimo signo do zodíaco.E motivo, imaginativo e sensível, assim é pisciano.

Não há dúvida de que sua indecisão e timidez são responsáveis pelo fato de algumas oportunidades pessoais e profissionais não darem certo, não que lhe faltem opiniões firmes, mas acontece simplesmente que quando se depara com a adversidade, sua insegurança o impede de dar valor ao que realmente acredita, pois como o próprio peixe ele desliza.

Um dos conselhos é aprender a ser firme, e isso é uma das formas mais brilhantes de terapia para os nativos desse signo que é bastante intuitivo e deve confiar nos instintos e agir de acordo com eles.

Do ponto de vista profissional, os nascidos sob o signo de Peixes não se adaptam facilmente a ocupações compartimentadas, mas precisam sentir  serem úteis à humanidade, portanto podem tentar  acumular uma tensão se não se sentirem  úteis  no que fazem. 

Crítica não é bem vista pelos piscianos, e seu maior inimigo pode morar no seu inconsciente, principalmente se sufocar sua vontade ou desejo de seguir em frente nos seus verdadeiros objetivos.

Seu regente Netuno está em seu signo desde 2012 (fevereiro), então a busca de algo que não sabemos bem o que, (isso não só para os piscianos, mas para todos nós), pois Netuno é como o mar sem limites. Representa nosso sonhos e o fato de estarmos estamos conectados com tudo ao mesmo tempo.Nos faz entender que  viver sozinho é bom, mas queremos também o encantamento de ter um comprometimento.

Estudos interdisciplinares vão acrescer cada vez mais, como se um conhecimento complementasse o outro. Não podemos esquecer que o ano astral começa com o signo de Áries (21 de março a 20 de abril), então o momento é de relaxar, contemplar sem ficar racionalizando demais porque isso cansa muito e não chegaremos a decisões. O momento é de intuição.