Jornal Espaço Aberto

Página Inicial

Colunas Online » Fórum

Bom senso evita greve

Voltar para listagem de colunas Inserida em: 11/04/2013 Colunista: Eraldo José dos Santos

Prevaleceu o bom senso e diante do entendimento, os servidores de Santos aceitaram a proposta da Prefeitura de 8% de abono, extensivo a aposentados, professores e contratados emergencialmente pela Lei 650/90, e a anunciada greve nos serviços públicos fica afastada.

Para se atingir o consenso foi preciso que o Governo amadurecesse, com a ampliação da oferta, tendo em vista que a primeira contraproposta de 1,5% para os trabalhadores públicos foi considerada ultrajante. Eles reivindicavam 16% e, diante do acirramento de ânimos, a categoria fez greve de 24 horas (no dia 26 de março passado), levando temor ao Governo que, até aquele momento, desdenhava da capacidade de mobilização dos servidores municipais.

Restou provado, portanto, a inabilidade política do Governo, em um primeiro momento, em negociar com um segmento importantíssimo. Mas em boa hora o Governo compreendeu, também, que a via do entendimento é o melhor caminho para a solução de conflitos.

Em outra vertente, contudo, os negociadores do Congresso e portuários avulsos não chegaram a um consenso sobre a Medida Provisória 595, que altera a sistemática de trabalho nos portos, e há nova ameaça de greve nos terminais portuários brasileiros.

Já houve uma paralisação no dia 22 de fevereiro passado e, além da grita geral dos sindicalistas da região, como Nei da Estiva, o deputado federal Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força Sindical, elevou o tom e disse que sem uma discussão transparente os portuários entrarão em greve nacional, na próxima terça-feira, dia 18.