Jornal Espaço Aberto

Página Inicial

Colunas Impressas » Horóscopo

Signo do mês – Câncer

Voltar para listagem de colunas Inserida em: 21/06/2014 Colunista: Silvia Helena Francisco

     

Nesse sábado, no dia  21 de junho de 2014, às 07h51 (hora oficial do Brasil) o Sol alcança o máximo de declinação norte, e começa o signo de Câncer ou Caranguejo esse momento marca o inicio do Solstício de Verão no Hemisfério Norte e do Solstício de  Inverno no Hemisfério Sul.

 Para nós que vivemos no Hemisfério Sul, inicia-se o inverno e o signo de Câncer, chamado de Tammuz na Cabala. Esse signo, o quarto do zodíaco, pertence ao elemento Água, e é regido pela Lua, nosso satélite que é o domínio do inconsciente, das emoções, do sonho, da imaginação.

No   Brasil inicia é o período mais frio do ano, e esse tempo nos convida ao recolhimento e à reflexão e nos pede introspecção. Sendo o signo de Câncer, ou Caranguejo, um signo feminino,  ao  entrar em sintonia com o universo faz uma reflexão sobre nossos relacionamentos familiares. Nesse momento  o Universo nos julga e a Lei de Causa e Efeito se faz mais presente no dia a dia, pois esse signo  representa a família, a mãe, o útero materno, então entramos em contato com os nossos humores, o nosso  estado de proteção e segurança que  por vezes pode tornar-se excessivamente receoso e desconfiado.

Este primeiro signo de Água relaciona-se com a expressão primordial dos sentimentos; a emoção é vivida de modo simples, quase infantil. Esse signo de forma Cardinal revela uma interessante combinação de fragilidade e força: a sua ação, que pode ser muito direta e assertiva é basicamente motivada pela segurança emocional, e começamos na maioria das vezes pela  mãe, quem nos alimenta pela primeira vez, que nos dá expressão de carinho, e quando não temos, nos sentimos desamparados.

Se o signo de Câncer  estiver muito destacado em uma carta natal,  há tendência a colocar as necessidades emocionais pessoais em primeiro lugar, em detrimento de quaisquer outras considerações.

O sentido de família e de "tribo" é muito forte, assim como o sentimento de "pertencer" a um determinado grupo com características familiares. Então a nossa energia a ser trabalhada durante esse período é a energia familiar, as emoções em todos os sentidos. Estaremos com uma grande necessidade de segurança emocional, mas devemos ter cautela para não nos sentirmos magoados se isso não acontecer. Afinal, nem todas as pessoas a nossa volta  tem essa extroversão de dar e receber carinho. Também  temos que tomar cautela para não ficar presos ao passado, pois o caranguejo anda para trás, não esqueça. 

Momento forte para sentir  e dar nome a essas emoções  de forma sincera pois só assim poderemos nos sentir vivos, pois nascemos e caminhamos para a nossa evolução e a aprendizagem acontece como as fases da Lua, que rege   esse signo. Vamos viver por completo as emoções cancerianas e deixar que elas falem a verdade que vai ao nosso coração. Quando decidimos com o coração não nos arrependemos, tenham certeza disso.