Jornal Espaço Aberto

Página Inicial

Colunas Impressas » Desabafo do Samba

Cubatão já tem nova corte carnavalesca para 2015

Voltar para listagem de colunas Inserida em: 08/02/2015 Colunista: Toninho Madrugada

Cubatão já tem nova corte carnavalesca para 2015

Como disseram, respectivamente, Dona Ivone Lara: "Já chegou quem faltava, quem o povo esperava chegar...", e Chocolatte: "Quem faltava chegar, chegou ô,ô,ô... Agora o samba pode começar ...". Em Cubatão, "chegou quem faltava chegar; quem faltava chegar, já chegou...". Agora, está tudo pronto para mais um ano de reinado de Momo, no soberano da Folia cubatense. No embalo do ritmo 'vermelho e branco' e da cadência da Bateria nota 10, "Explosão", da Escola de Samba Independência, sob o comando do Mestre Dão, Cubatão escolheu, neste sábado (7), a nova corte carnavalesca 2015, no Centro Esportivo Armando Cunha, no Jardim Casqueiro.

Com muito "barulho", paixão das torcidas, ginga, e muito samba no pé, a Cidade conheceu o novo Cidadão Samba, a primeira Cidadã Samba eleita na história do nosso Carnaval, passista masculino, passista feminina, segunda e primeira princesas e Rainha Gay, além das segunda e primeira princesas e Rainha do Carnaval; a nova Corte que acompanhará, em 2015, Willian Gordão, o Rei Momo do Carnaval cubatense.

Diante de uma plateia bastante animada e numerosa, que lotou o Ginásio e só se calou por um minuto de silêncio e 21 toques de surdo, em sinal de reverência à homenagem póstuma pela morte de Millena Lucas de Lacerda, Rainha Gay 2008, que faleceu em 6 de fevereiro, aos 28 anos, a comissão julgadora, composta por Andrea Marques, bailarina; Zeca Rodrigues, bailarino e coreógrafo; Emanuella Alves, formada em Artes Visuais, Lourimar Vieira, professor, ator, diretor e produtor teatral, e Alessandra Palucci, professora de dança e coreógrafa, teve a difícil missão de eleger a Corte Carnavalesca 2015, de Cubatão.

A disputa foi dividida em dois blocos: no primeiro, foram eleitos a Cidadã e Cidadão Samba, além do passista masculino. Já, no segundo bloco, foram escolhidas as princesas e rainhas Gay e do Carnaval. Nos intervalos, foram apresentados os sambas enredo das escolas que disputam o título de Campeã do Carnaval, no desfile oficial que ocorre em 14 de fevereiro, na Passarela da Av. Beira Mar. São elas: Grêmio Recreativo Cultural e Social Escola de Samba Nações Unidas, Grêmio Recreativo Escola de Samba Mocidade Unidos do Morro e Grêmio Recreativo Cultural Escola de Samba Independência, atual campeã.

A primeira componente da Corte a ser eleita foi a Cidadã Samba (posto nunca antes disputado em Cubatão). A vencedora foi Mônica Fernandes Santos, a Vida, representante da Independência, que superou a concorrente Olivia Aparecida Alves Pereira Grillo, da Unidos do Morro, nos quesitos Currículo, habilidades carnavalescas e qualidade de sambista (samba no pé), mesmos quesitos em que foram avaliados os candidatos a Cidadão Samba, Osmar Silva Santos (Nego Osmar), da Nações Unidas, e Jailton Souza Santos (Mestre Jajá), da Independência. O vencedor foi Osmar Silva Santos. Tanto o Cidadão, quanto a Cidadã Samba, recebem R$ 3 mil, além da honra de compor a Corte de Momo.

A disputa para passista masculino foi mais acirrada, sete sambistas concorriam ao posto. Para se chegar ao vencedor, foram várias apresentações entre exibições individuais e coletivas, onde foram avaliados porte e simpatia e qualidade de sambista, com demonstrações de samba no pé em Partido Alto e Samba Rasgado. Após apresentações empolgantes, o escolhido foi Fabiano Rei, da Nações Unidas, que levou ainda R$ 2 mil.

Depois disso, toda a expectativa do público se voltou para a eleição das princesas e rainhas Gay e do Carnaval, o ponto alto e mais aguardado da festa. Quatro concorrentes disputavam o posto de Rainha Gay e seis meninas o de Rainha do Carnaval. Mais uma vez, em ambos os casos, a eleição foi muito disputada.

Nos dois concursos, os quesitos avaliados foram porte, simpatia e qualidade de sambista. Inicialmente, candidatas a Rainha Gay e a Rainha do Carnaval desfilaram trajando short e camiseta. Em seguida, todas se apresentaram, em cada disputa, vestindo trajes carnavalescos. O luxo e exuberância das fantasias e as apresentações deslumbrantes empolgaram os presentes. Terminada a disputa, o resultado ficou assim: Rainha Gay, Leticia Rios, Unidos do Morro, primeira princesa Gay, Kethellyn Lorransk Kyns, Nações Unidas, e, segunda princesa Gay, Marcelly Close, Unidos do Morro.

A Rainha do Carnaval 2015 foi Marisa Santos, da Independência; a escolhida como primeira princesa foi Jessica Campos, da Unidos do Morro, e a segunda princesa, Simone Caldas, também da Independência.

Ao final, a Corte Carnavalesca de Cubatão 2015, que acompanhará o Rei Momo Willian Gordão, ficou assim composta: Nego Osmar e Vida, respectivamente, Cidadão e Cidadã Samba, Fabiano Rei, passista masculino; Marcelly Close, segunda princesa Gay; Kethelyn Lorransk, primeira princesa Gay, e Letícia Rios, Rainha Gay; Simone Caldas, segunda pricesa; Jessica Campos, primeira princesa, e Marisa Santos, Rainha do Carnaval 2015.

Como não houve concurso para passista feminina, a escolhida para ocupar o posto foi Henelizee Procópio, Rainha do Carnaval 2014. Agora, está tudo pronto para o Reinado de Momo, em Cubatão, que irá imperar no Desfile Oficial das Escolas de Samba, dia 4, e em toda a extensa programação do Carnaval 2015, que pode ser conferida no site da Prefeitura. (Redação: Jorge Ramos/PMC; Foto Aderbau Gama/PMC)