Jornal Espaço Aberto

Página Inicial

Colunas Online » A Toca

Diplomacia da patada

Voltar para listagem de colunas Inserida em: 02/03/2015 Colunista: Erre

Na lógica das pataquadas.

 

O SEM DEDO LIDERA AÇÃO DECISIVA CONTRA OS INIMIGOS DA PETROBRÁS. VÃO PRATICAR SUICÍDIO COLETIVO?

***

Teriam, enfim, prestado um verdadeiro serviço ao País!

***

Onde se lê “inimigos” leia-se destruidores. Ou preceda-se de “cumpanhêros”.

***

Ele foi dizendo que não é um companheiro que erra, que condena os outros, ou seis companheiros, ou cinquenta companheiros... Nessa progressão, quando completasse os 9 dedos das mãos não sobrava um...

***

FOI HILARIANTE: O SEM DEDO DECLAROU GUERRA A QUEM APURA A ROUBALHEIRA NA PETROBRÁS, A TURMA TODA SAIU CORRENDO.  ALGUÉM AVISOU QUE SÉRGIO MORO TOPOU!

***

Prá ele é fácil declarar guerra. Já sabe que fica de fora por ser incapaz.

***

Também acho que Ministro da Justiça deve receber advogados dos investigados. Não pode é receber.

***

E o Arnaldo Jabor, heim, onde anda?

***

Filho de Eike inocentado no caso do atropelamento e morte do ciclista. Pelo jeitão a bicicleta não escapa da cadeia!

***

DILMAGDA EMAGRECEU PORQUE FECHOU A BOCA. NADA DEMAIS PARA QUEM JÁ VIVE DE OLHOS FECHADOS.

***

Correção: magnatas da corrupa, presos em Curitiba, acostumados à opulência e a toda espécie de luxo – tudo bancado com dinheiro roubado – realmente estão comendo pizza em cima do colchonete nas celas, mas, atenção, só aos domingos, tá!...

***

Aliás, alguns deles até foram surpreendidos porque finalmente ficaram conhecendo o que é feijão.

***

DilMagda revoluciona a diplomacia! Inventou a diplogrossura contra a Indonésia!

***

Essa atitude é uma luz no fim do túnel para o outro traficante brasileiro condenado à morte naquele País: é o clarão do disparo do fuzil.

***

Uma luz no fim do túnel no caso Eike: é o farol do Porsche dirigido pelo juiz!

***

Uma luz no fim do túnel no caso dos políticos envolvidos na roubalheira da Lava-Jato! Estão todos correndo porque é o primeiro carro da caravana de camburões da Polícia Federal!

***

VOLTA, BRABOSÃO !

***

No fundo, no fundo, quem se deu mal foi a defesa do Pizzoladro. Ficou fácil conseguir a extradição dele porque está comprovado que as nossas cadeias estão sendo muito bem frequentadas até pelas altas rodas...

***

Não tem nada demais o juiz usar os carros do Eike, o piano do Eike, a lancha do Eike. Está apenas estudando minuciosamente as provas dos crimes!

***

Não sei vocês, mas já repararam que quando essa turma incorpora qualquer coisa, a desgraça chega depressa? Vai ver que é por isso que Fidel cortou as visitas deles e encostou no Obama...

***

E na cadeia da Polícia Federal em Curitiba os magnatas da corrupção passaram da lavagem de dinheiro para a lavagem das próprias cuecas!

***

Errata: onde se lê “pré-sal”, leia-se “cortina de fumaça”. Vocês já entenderam para cobrir o quê...

***

Preferências estranhas, essas dos santistas. Em lugar de irem para as praias aproveitar os novos, modernos e fotogênicos aparelhos de ginástica e musculação – mais de 400 mil reais de investimento da Prefeitura! – preferem passar os dias em macas e mal acomodados em cadeiras desconfortáveis nos corredores do pronto socorro, esperando para usar velhos raio-x, porque não há verba para comprar novos...

***

EM BRASÍLIA CONTINUAM OS RUMORES DE QUE DILMAGDA ANDA CIRCULANDO DE MOTO, ESCONDIDA, DE MADRUGADA. É PREPARANDO A ROTA DE FUGA?

***

NÃO, NÃO SE FALA EM ASA DELTA NEM EM PRANCHAS DE SURF, SEUS MALDOSOS!

 

A Toca - Ano I DCDirceu em Casa, mas Marajás da Corrupção em cana, um monte de vigaristas iniciando a Maratona para o Xilindró! Já vão tarde, pilantras!)

 

(*) Erre & Alzha, piloto e garupa sem capacete de segurança.

Erre(*) é jornalista equidistante ou equipertinho, conforme o cc do papo firme, frente e verso, adverso, controverso ou em prosa e verso de acordo com a vontade do freguês que sempre tem razão, fiado só amanhã que nunca vem, aí bota na conta do Abreu que se ele não paga nem eu e muito menos o Levy, a Petrobrás e o Pronatec, já tem ação da Petrobrás vendendo como papel higiênico, ou vice-versa, não deu para entender direito o que falaram da queda do valor, só se escutou o estrondo do tombo.