Jornal Espaço Aberto

Página Inicial

Colunas Impressas » Horóscopo

Signo de Peixes

Voltar para listagem de colunas Inserida em: 19/02/2015 Colunista: Silvia Helena Francisco

Na quinta-feira, 18 de fevereiro às 21h49, o Sol começou a caminhar no signo de Peixes, com a lua em sua fase nova, nos mostrando o momento de transcender, de novos ciclos, haverá a partir de agora uma energia de sensibilidade e receptividade no ar, hora de iniciar algo novo, nenhuma ideia deverá ser descartada, ou deixada de lado.

Esse é o ultimo signo do zodíaco, simbolizado por dois peixes nadando em direções opostas, emotivo, imaginativo e sensível, nosso ser vivendo em um mundo onde somos testados o tempo todo, entre o bem e o mal, entre o certo e o errado. E assim temos a evolução humana.

O trabalho do símbolo de Peixes tem sido direcionado para a purificação representado pelo elemento água, usado em iniciações de todas as religiões e filosofias de vida. O mais elevado objetivo do trabalho de Peixes tem sido a transmutação das emoções básicas em poderes subjetivos através da devoção, como exemplos em todos os trabalhos do mestre Jesus Cristo, quando ele fala sempre na multiplicação dos peixes, ou seja, quando aprendemos o verdadeiro sentido da solidariedade e do amor incondicional. Uma paixão de corpo e alma.

Seu regente Netuno, planeta descoberto em 1846, e se voltarmos a historia do século XIX e tentar identificar de que forma este período se diferencia de outros momentos históricos, foi caracterizado, entre outros fatores, por um grande avanço da medicina, com a assepsia e o uso em larga escala de anestésicos. Por isso Netuno com sua esperança e sonho, nos tira da dor física e nos traz a força do amor incondicional. 

Ele representa os nossos sonhos, a arte do cinema, da fotografia, a nossa mais profunda iniciação espiritual, onde o que vemos nas telas, nas fotografias nos permite viajar mentalmente, precisamos sonhar, para ter esperança em uma vida melhor, através da fé. 
Esse período nos leva a reflexão e um pensar que precisamos de equilíbrio emocional, o sonho é bom, mas a mistura da realidade nos faz pensar e tirar o pé do chão, mas por um sentido concreto com sensibilidade, amor e compromisso com a verdade.