Jornal Espaço Aberto

Página Inicial

Colunas Impressas » Desabafo do Samba

“Dizer eu sou é fácil, mas, ser de verdade mesmo, só vendo!”

Voltar para listagem de colunas Inserida em: 02/06/2011 Colunista: Toninho Madrugada

     Um renomado sambista desabafou a toda imprensa da região, em uma crônica, que a X-9, a nossa querida e amada Pioneira, estava sendo expulsa de sua casa, Bacia do Macuco, perdendo suas raízes e seu sagrado teto, abençoado por nosso Protetor Ogum.                   

     Não é verdade.

     Posso até concordar com o ilustre sambista, quando ele diz que administrações desastrosas levaram a Gloriosa Pioneira ao caos administrativo em que ela se encontrava. Mas enquanto existir um grupo como o que temos, de verdadeiros Xisnoveanos, ela jamais ira ter o destino, como teve, por exemplo, a saudosa Império do Samba, que assim , como a X-9, deu tantas glorias a nossa Cidade e Região.

     Vencemos os dois últimos campeonatos realizados em Santos e isso não é possível para semi-mortos, mas sim, para os irmãos unidos da Pioneira, que com garra e perseverança mostraram a todos o seu amor pela minha, nossa e, quem sabe, sua X-9.

     Até o momento, continuamos com um teto no mesmo bairro, na mesma rua, e lutando juridicamente pela nossa quadra. Nós, Xisnoveanos de fato e de direito não vamos, jamais, abaixar a cabeça e, muito pelo contrário, vamos mantê-la erguida, orgulhosamente, pelo prazer de ver nosso honrado pavilhão tremular vitorioso.

     Se sofremos por administrações desastrosas do passado, hoje temos uma nova administração, repleta de boa vontade e força, vindo de nossas inesquecíveis raízes quando nosso saudoso, Eugenio Pedro Ramos, Cabo Roque, vendeu sua casa para a Pioneira poder desfilar.

     Demonstração de verdadeiro amor que ficou gravada em nossa memória Xisnoveana. Que Oxalá nos abençoe e nosso Pai Ogum nos dê Maleme! AXÉ!