Jornal Espaço Aberto

Página Inicial

Colunas Impressas » Desabafo do Samba

Nem tudo é samba no carnaval santista

Voltar para listagem de colunas Inserida em: 02/02/2016 Colunista: Toninho Madrugada

A escola de samba Unidos dos Morros é a campeã do grupo especial do carnaval santista/2106. Esta é a segunda vez que a escola conquista o título.  Componentes da escola do Morro da Nova Cintra festejaram muito, mas nem tudo no carnaval santista é  samba.

O descontentamento de algumas escolas era sentido muito antes dos desfiles na Passarela do Samba ‘Dráuzio da Cruz’, na Zona Noroeste, o que não justifica o vandalismo praticado contra o bem público, no caso o Teatro Guarany, na Praça dos Andradas, onde foi realizada a apuração na tarde de ontem (segunda-feira). Paus, pedras e  garrafas foram atiradas contra portas e janelas do teatro, teve gente que apanhou, muito saíram correndo.  Felizmente a Polícia Militar e a Guarda Municipal controlaram o tumulto e evitaram o pior. É bom que fique claro que não estamos aqui, dizendo que a baderna foi uma ação por parte  de integrantes desta ou daquela agremiação. Cabe à polícia apurar.

Ao longo dos anos temos acompanhado  a apuração e as diferentes reações das escolas (componentes) durante o anúncio das notas dos jurados. Aliás, escola alguma, exceto a vencedora, concorda com os jurados e neste ano não foi diferente, especialmente porque por razões que ainda não entendemos, não foi a Licess-Liga Independente e Cultural  das Escolas de Samba de Santos que buscou a comissão julgadora junto à Liga do Carnaval Paulistano. Os jurados vieram do Rio de Janeiro via Prefeitura através da  Secretaria de Cultura. Esse é um babado forte que vai dar ‘pano prá muitas mangas’. Aguardem.

Esse carnaval vai ficar entalado na catraca de algumas escolas que, com certeza vão questionar a função e atuação da Licess e analisar os volteios da colher de pau da Prefeitura, mexendo o caldeirão. Não duvidem...vai ter gente botando prá fora o que engoliu lá atrás, quando o batuque parecia uníssono, nas quadras, nas reuniões e vai pular fora do barco, mesmo correndo o risco do cair em mar de piranha.(Lord Borboleta, aquele que bate as asas sem perder o rebolado)

*Abaixo, a classificação das escolas de samba, e em Notícias, matéria sobre as campeãs e a classificação das Escolas de Samba do Carnaval santista.

Grupo Especial
1º Unidos dos Morros – 179,8 pontos
2º Padre Paulo – 179,0
3º Amazonense – 178,2
4º Vila Mathias – 177,7
5º X-9 – 177,7 [0.4 penalidades]
6º Brasil – 176,5
7º União Imperial – 176,5
8º Mocidade Dependente do Samba – 175,6 (rebaixada do Grupo Especial)
9º Real Mocidade – 175,2  (rebaixada do Grupo Especial)

Grupo de Acesso
1º Sangue Jovem – 178,2
2º Bandeirantes do Saboó – 176,8
3º Unidos da Zona Noroeste – 173,2
4º Império da Vila – 162,9 (rebaixada do Grupo de Acesso)

Grupo 1 / Pleiteantes
1º Mãos Entrelaçadas – 174.6 pontos
2º Unidos da Baixada – 170.7 pontos
3º Imperatriz Alvinegra – 170.4 pontos [0.1 penalidade]
4º Dragões do Castelo – 169.7 pontos [0.3 penalidades]