Jornal Espaço Aberto

Página Inicial

Colunas Impressas » De Olho na Política

Entre Santos e Cádiz, existe um mirada

Voltar para listagem de colunas Inserida em: 29/04/2016 Colunista: Carlos Pinto

“Tudo aquilo que o homem ignora

não existe para ele. Por isso o

universo de cada um se resume

ao tamanho do seu saber. ”

(Albert Einstein)

 

Fruto de um trabalho conjunto entre as Prefeituras de Santos e de Cádiz, com a participação e patrocínio do SESC, entre 8 e 17 de setembro teremos a realização do IV MIRADA – Festival Ibero Americano de Teatro de Santos. As duas cidades têm aspectos físicos muito parecidos. Nossa cidade com seu porto e suas praias, além de monumentos e prédios históricos, o que também encontramos em Cádiz, com seus mais de três mil anos de existência, e uma história muito rica que remonta aos tempos das invasões do continente europeu pelos mouros e fenícios.

 

Cádiz é uma cidade onde a cultura tem um tratamento de primeira grandeza, e vive vários certames culturais durante o ano, o que atrai um elevado número de turistas do mundo todo. O seu Festival Ibero Americano de Teatro, já deve estar perto de sua trigésima edição, e além dele há um Festival Internacional de Música, entre outros atrativos de natureza cultural. Com uma população que gira em torno dos 150 mil habitantes, sua administração soube com maestria conciliar o antigo com o moderno, em suas construções civis. Suas igrejas e museus, seu Centro Cultural dedicado ao flamenco, atestam a dedicação do povo espanhol à sua cultura e ao seu futuro.

 

Não temos a mesma idade cronológica, e as invasões que sofremos referem-se apenas aos salteadores piratas, que por aqui passaram em tempos idos. Mas temos muita história em nosso solo, nossas igrejas seculares e muitos heróis desta Pátria aqui nasceram. Com ingredientes parecidos – porto, praias, história e vocação artístico-cultural- as duas cidades se irmanaram e através do Festival Ibero Americano de Teatro, por estas bandas denominado de MIRADA, firmaram um pacto que acabou gestando esse grande evento em terras brasileiras.

 

O SESC, gestor e patrocinador do evento, já está em francos preparativos para a realização da quarta edição do MIRADA. Países de línguas portuguesa e espanhola, já estão trabalhando para selecionar os espetáculos que os representarão, neste certame que este ano vai homenagear a Espanha. A arte e a cultura desconhecem fronteiras, que não aquelas que representam as artes de seus povos. O MIRADA é um exemplo de confraternização e troca de experiências entre os seus participantes, além dos espectadores que assistem não apenas os espetáculos, mas também, as palestras e cursos que ocorrem durante o evento.

 

Com a certeza de que esta nova edição terá o mesmo êxito e sucesso das anteriores, só nos resta aguardar setembro e conferir os resultados. Em minha visão, o irmanamento entre cidades tem como prioridade os aspectos culturais dessas cidades. Infelizmente, outros eventos que ocorriam entre cidades irmãs, como era o caso de Santos e Arouca, e mesmo com Coimbra, fazem parte hoje do calendário do esquecimento. O MIRADA ainda resiste porque o SESC dele se responsabiliza.