Jornal Espaço Aberto

Página Inicial

Colunas Impressas » De Olho na Política

A reforma da Previdência: mais um golpe no povo

Voltar para listagem de colunas Inserida em: 06/11/2017 Colunista: Carlos Pinto

 “Eu aprendi que a melhor

sala de aula do mundo,

está nos pés de uma pessoa

mais velha.”

(William Shakespeare)

 

Existe um certo desconforto para um homem da minha idade, que contribuiu para a Previdência Social por quarenta anos, quando lê um comentário em que é considerado como um vampiro, por receber meia dúzia de trocados à guisa de aposentadoria. E sempre contribui e continuo contribuindo, com um dos percentuais mais altos, muito embora o que receba, não chega a dois mil e oitocentos reais. Isso depois de quarenta anos de contribuição.

E o que dizer de deputados, senadores e outros quetais, que “trabalham” oito anos e já podem se aposentar pelos proventos que recebem em seus mandatos? E como sustentar que ex-Presidentes continuem cheios de mordomias depois que largam o cargo? E a nossa Ministra que entende que um salário de trinta mil reais, é um salário de escravos? Esses não comprometem o erário em nada?

A gatunagem explícita nestes últimos trinta anos da vida política nacional, por certo nada tem a ver com a situação da Previdência, segundo o texto que li. Em artigo escrito anteriormente, questionei o governo sobre o dinheiro retirado da Previdência para a construção da ponte Rio-Niterói; a construção da Transamazônica; a construção da Hidroelétrica de Itaipu; a construção de Brasília e do Maracanã, entre outras. O Governo Federal já devolveu aos cofres da Previdência as altas somas investidas nessas obras?

E os grandes devedores da Previdência? Já saldaram seus compromissos para com o governo? Os bancos, os clubes de futebol, a Friboi, a Rede Globo, entre outras empresas que devem os tubos para a Previdência Social. Fica mais fácil meter a mão no bolso da classe operária, tirando mais um pão da mesa dos pobres, enquanto os ricos continuam a gozar de suas mordomias com o dinheiro alheio.

Acho interessante falar dos velhos com um certo sarcasmo, como se nós não tivéssemos contribuído para o crescimento da Pátria, e fossemos os culpados do mau caratismo que norteia a classe política e boa parte dos governantes deste País. Não tivessem os desgovernos deste País, saírem a promover obras em outros países com o nosso dinheiro, que por certo jamais veremos o retorno dele, não estaríamos nesta situação de penúria em que nos encontramos.

Agora, tachar de vampiros os aposentados e pensionistas, é fazer o jogo desse governo espúrio, tentando tapar o sol com a peneira. Porque não cobram os devedores da Previdência? Porque gastam bilhões na compra de votos de deputados safados para se manter no governo? E nós os aposentados é que somos os vampiros? Quem tem cara de mordomo de vampiro não sou eu, e nem os aposentados que conheço.

Cada um tem o direito de exercer democraticamente suas ideias e se expressar da melhor maneira possível em defesa delas. No meu caso, estou apenas contestando o que li e, defendendo aqueles que já deram o seu sangue, suor e lágrimas por este País. É por essas e outras, que tem muita gente lutando pela volta do regime militar.