Jornal Espaço Aberto

Página Inicial

Colunas Impressas » De Olho na Política

Haja esgoto para tanto rato

Voltar para listagem de colunas Inserida em: 18/07/2011 Colunista: Carlos Pinto

“Não devemos ter medo

dos confrontos.

Até os planetas se chocam

e dos caos nascem as estrelas.”

(Charles Chaplin)

Com a queda do Ministro dos Transportes, chegamos a pouco mais de seis meses à segunda baixa ministerial no Governo Federal, ambas, por motivos que toda a imprensa descreveu. A cada dia que passa, determinados políticos se esmeram em emporcalhar os poderes legislativo e executivo, com a certeza de que o país caminha para a chamada tolerância total. Firmes na crença de que tudo acaba em pizza, e que a impunidade grassa em todas as instâncias, esses maus cidadãos insistem em meter a mão no erário.

Porém, e como dizia Plínio Marcos, sempre tem um, porém, não lhes cabe tanta culpa assim. Afinal de contas esses senhores não tomaram de assalto os assentos no Congresso Nacional, nem tampouco nos cargos ministeriais. Vejamos como exemplo, a questão relativa ao Deputado Waldemar da Costa Neto, que renunciou ao mandato anterior para não ser cassado, em função do seu envolvimento no mensalão. Os eleitores não “esqueceram” o que ele fez e voltaram a colocá-lo no Congresso?

Não importa que ele tenha se valido da artimanha de lançar como companheiro de chapa o palhaço Tiririca, que com seus mais de um milhão e duzentos mil votos, praticamente elegeu toda a bancada paulista do PR. Com essa mania de usar o voto aleatoriamente como forma de protesto, o povo acaba cometendo esses deslizes, e virando cúmplice indireto de políticos sem escrúpulos. E dessa forma acabam virando motivo de piada, principalmente a que fala que a eleição do referido palhaço, nada mais foi que uma pesquisa para detectar quantos idiotas existem no Estado de São Paulo.

Com o país vivendo momentos delicados em sua política econômica, cujos reflexos podem ser notados e sentidos pelos consumidores, não dá mais para aguentar tanta hipocrisia e tanta roubalheira. Começo a me perguntar se os filhos desses políticos são mais inteligentes e capacitados, que os filhos dos demais membros da sociedade brasileira, que paga impostos escorchantes, e vê seu rico dinheiro escorrendo para os esgotos da corrupção, onde ratos vorazes estão à espreita para dele se apossar.

Ainda bem que nesses dois casos recentes, a Presidente Dilma agiu rápido e se livrou dos renitentes pecadores. Num momento em que ela realiza esforços para conter o processo inflacionário e recolocar a nossa economia nos trilhos da normalidade, não se pode mais ter complacência com determinados indivíduos cuja falta de pudor e descompromisso com o povo brasileiro, são suas únicas transparências.

A maioria da sociedade brasileira não compactua com essa tolerância total que tentam nos enfiar goela abaixo. Como diziam os nossos antepassados, o vaso vai tantas vezes à fonte, que um dia ele quebra. E quando tal acontecer, não adianta chorar o leite derramado.