Jornal Espaço Aberto

Página Inicial

Informe-se » Eleições

Voto Limpo é eleição sem lixo

Voltar para listagem de Eleição Inserida em: 04/10/2014

Voto Limpo é eleição sem lixo

 

Voto Limpo é eleição sem lixo

Em Santos, a campanha pelo Voto Limpo terá fiscalização. Descarte de lixo eleitoral vai gerar multa que varia de R$ 159,00 a R$ 1.000,00.

A partir das 19h deste sábado (4), a Prefeitura de Santos dá início à Operação Voto Limpo, que tem por objetivo coibir o descarte irregular de lixo eleitoral no entorno dos locais de votação.

 Em parceria com as policias Civil, Militar e Federal, CET, Prodesan e Justiça Eleitoral, em sintonia com o programa municipal Cidade Sem Lixo, a administração montará um esquema especial de coleta de lixo e fiscalização. O objetivo é impedir que as ruas fiquem entulhadas de  santinhos e outros materiais de campanha jogados na véspera e durante a madrugada do dia da eleição.  

A grande quantidade de lixo acumulado nas ruas provoca uma série de transtornos para a população, como entupimento de galerias de águas pluviais podendo causar alagamentos e enchentes, e polui os cursos de água e o solo. O material descartado ainda pode causar graves acidentes em decorrência de quedas.

Na operação Voto Limpo, a Guarda Municipal, responsável tanto pela preservação dos equipamentos públicos, como os três cartórios eleitorais e as 53 unidades municipais de ensino que serão utilizadas, atuará com 212 homens. O trabalho será ininterrupto até às  19h de domingo.

O Voto Limpo  foi anunciado nesta sexta-feira (3) pelop prefeito Paulo Alexandre Barbosa (PSDB) em coletiva que contou com a participação dos três juízes eleitorais de Santos, Gislayne Cândido (118ª ZE), Silvana Amneris Borges (272ª ZE) e Walter Luiz Esteves  de Azevedo (273ª ZE),  do comandante da Polícia Militar em Santos, tenente-coronel Marcelo Cardoso, entre outros representantes dos setores envolvidos na ação.

Cidade Sem Lixo - Em vigor desde 6 de julho, a campanha Cidade Sem Lixo estabelece multas a quem descarta resíduos de qualquer natureza nas praias, além de passeios, jardins, logradouros, canais e terrenos. As regras fazem parte da Lei complementar 831, de 10 de abril de 2014 e do decreto 6.812, de 6 de junho de 2014. As multas variam de R$ 150,00 a R$ 1.000,00. (Foto: Divulgação/Arquivo EA)

Trânsito -a CET adotará esquema especial para minimizar os impactos no sistema viário da cidade. Uma equipe da CET com cerca de 40 operadores fará o monitoramento do trânsito, para orientar motoristas e pedestres nas avenidas e ruas com maior movimentação. A empresa dará ênfase a áreas próximas de escolas e estabelecimentos com maior número de seções eleitorais. As linhas do transporte coletivo também serão reforçadas. 

Interdições - No Campo Grande, onde está o cartório da 273ª Zona Eleitoral (ZE), as interdições já ocorrem neste sábado (4), das 6h às 11h, e se repetem no domingo a partir das 16h até o encerramento do processo eleitoral, com   bloqueio total em trecho da Av. Bernardino de Campos (sentido praia-centro), entre as ruas Pedro Américo e Carvalho de Mendonça, e da Rua Augusto Paulino, entre a Rua Rio de Janeiro e o canal 2.

 No domingo (5), próximo ao cartório da 118 ª Zona Eleitoral (Rua Amador Bueno), a interdição será das 12h até o término das apurações, haverá interdições na Rua Amador Bueno entre a Praça dos Andradas e a Rua Riachuelo; Rua Vasconcelos Tavares, entre as ruas João Pessoa e Amador Bueno; e Rua Frei Gaspar, entre as avenidas João Pessoa e  São Francisco.

Ainda no domingo, o bloqueio na área do cartório da 272ª ZE, será a partir das 16h até o final do pleito, alcançando a Rua Castro Alves, entre a ruas Conselheiro Lafaiete e Vergueiro Steidel, e a Rua Conselheiro Lafaiete, entre as vias Álvaro Alvim e Castro Alves.