Jornal Espaço Aberto

Página Inicial

Notícias

Teatro Coliseu reabre com música e performances

Voltar para listagem de notícias Inserida em: 2014-03-13 -03:10

Teatro Coliseu reabre com música e performances

O delicioso burburinho que emana de uma casa de espetáculos voltou a acontecer e a marcar mais uma reabertura do Teatro Coliseu (Rua Amador Bueno, 237), um dos mais importantes espaços culturais da região. Após 11 meses fechado para reforma, o Coliseu teve suas portas reabertas na noite de ontem (quarta-feira, 12).

O público pode conferir, mais uma vez, a beleza do local, agora com ar condicionado funcionando perfeitamente, e pela primeira vez, com AVCB o (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros) e assistiu a apresentação de clássicos pela Orquestra Sinfônica Municipal de Santos, do Coral Municipal e da Escola de Movimento - Laboratório Investigação e Pesquisa Corporal.

O espetáculo de reabertura do teatro foi precedido pela fala do prefeito Paulo Alexandre Barbosa (PSDB), que retornou pouco antes da viagem à Costa Rica e ao México, países cujas seleções classificadas para a Copa do mundo serão hospedadas na cidade.

"Trata-se do teatro mais importante da cidade, que está sendo devolvido à população e volta a ser palco de artistas de Santos e de todo o país. Sua recuperação foi possível graças à parceria da prefeitura com empresários atuantes na região, que executaram as obras com custo zero para o poder público", disse o prefeito.

Subiram ao palco antes da apresentação musical, o prefeito Paulo Alexandre, o vice-prefeito Eustázio Pereira Filho, o secretário de Cultura Raul Christiano e o presidente da Câmara, Sadao Nakai.

Restrições - Devido a restrições do Corpo de Bombeiros, o teatro foi reaberto com sua capacidade reduzida. O AVCB fez restrições a 260 lugares, entre frisas, camarotes e arquibancada, visando a segurança da plateia.  Os assentos nas frisas do 2º andar, camarotes dos 2º e 3º andares e arquibancada (4º andar), segundo os bombeiros não oferecem segurança em virtude do espaço dos guarda-corpos ser bem menor ao determinado pela legislação. Assim, a casa reabre com 740 lugares.

Reforma - Fechado em abril do ano passado para manutenção preventiva, o teatro recebeu investimento de R$ 2 milhões em mão de obra e equipamentos, com custo zero para a administração municipal, em um convênio da prefeitura com os consórcios Franz Construtora/Odebrecht e Inaplan/Grupo Mendes. A obra abrangeu a troca dos telhados da plateia e do palco, substituição das tubulações do ar-condicionado central por material antioxidante, recuperação do sistema elétrico e impermeabilização de duas lajes do edifício anexo, com o posterior reparo de forros e paredes comprometidos por infiltrações. O restauro de detalhes históricos no foyer e sala de câmara, pintura interna das instalações e lavagem externa do prédio, além da troca 1200 lâmpadas e instalação de novos aparelhos de ar-condicionado e espelhos nos nove camarins.

Reaberto o Coliseu, a grande expectativa é a de que o entorno receba maior atenção por parte da Administração e que esta consiga junto ao Governo do Estado, dotar o local de policiamento adequado, e que possa continuar contando com este apoio dos empresários, a custo zero, naturalmente, para a manutenção do equipamento, evitando novo fechamento deste importante espaço cultural. (Fotos: Raimundo Rosa/PMS)