Jornal Espaço Aberto

Página Inicial

Notícias

Robinho participa da entrega de prêmios aos vencedores de concurso em SV

Voltar para listagem de notícias Inserida em: 2014-06-25 -01:24

Robinho participa da entrega de prêmios aos vencedores de concurso em SV

Os vencedores do concurso de redação “Discriminação Racial” da Prefeitura de São Vicente tiveram uma surpresa nesta terça-feira (24). O atacante Robinho, do Milan, veio à Cidade para entregar os prêmios aos primeiros colocados, no Salão Nobre do Paço Municipal. Além do craque, estavam presentes o prefeito Luis Claudio Bili, a secretária de Educação, Creuza da Silva Calçada, e a coordenadora do COPPIR, Alessandra Franco.

A Coordenadoria de Políticas Públicas e Promoção da Igualdade Racial (COPPIR), em parceria com Secretaria de Educação, entregou bicicletas, skates e outros prêmios aos primeiros colocados nas categorias desenho, frase, campanha publicitária, poema e redação argumentativa. Os trabalhos abordaram a discriminação racial e a cidadania a estudantes da educação infantil ao nono ano.

“Pra mim é um orgulho participar dessa iniciativa porque a educação é muito importante para combater o racismo”, declarou o jogador de futebol, que nasceu em São Vicente.

O Prefeito Bili agradeceu o apoio de Robinho e ressaltou a importância de mais uma iniciativa do Município contra a discriminação racial. O concurso atende às leis municipal (1260-A/03) e federal (10.639/03), que determinam o ensino de história da África e da cultura afro-brasileira. Para a coordenadora de políticas públicas a iniciativa é de suma importância para o combate ao racismo. “Assim podemos combater efetivamente o racismo desde a base”.

Letícia do Nascimento Lins, do 9º ano da EMEF Dr. Mário Covas, foi a primeira colocada entre as redações argumentativas. “Não esperava ganhar o concurso. Estudei bastante o tema, as leis, a história”, ressaltou.

A secretária de educação, Creuza da Silva Calçada, lembra que o objetivo do concurso é conscientizar os alunos sobre a igualdade racial desde a base da educação. “Queremos formar pessoas sem preconceitos e com esse sentimento fraterno”, finalizou. (Divulgação; Fotos: Divulgação e  Julio Cesar/PMSV)