Jornal Espaço Aberto

Página Inicial

Notícias

Santos decreta luto oficial pela morte de Eduardo Campos

Voltar para listagem de notícias Inserida em: 2014-08-14 -02:06

Santos decreta luto oficial pela morte de Eduardo Campos

A tragédia deixou a cidade atônita. Por volta das 10h desta terça-feira (13)  a aeronave Cessna 560XL caiu atingindo 8 imóveis no Boqueirão, em Santos, que está oficialmente de luto por três dias, em memória das vítimas fatais do acidente. As sete pessoas que estavam na aeronave morreram, entre elas o candidato a presidente da República, Eduardo Campos (PSB).  As demais vítimas fatais: assessor Carlos Augusto Leal Filho, o chefe de gabinete no governo de Pernambuco, Pedro Valladares Neto, o cinegrafista Marcelo Lira, o fotógrafo Alexandre Severo e o piloto Marcos Martins e o copiloto Geraldo M. P. da Cunha.

Além dos mortos, seis pessoas que estavam nas casas ficaram feridas sem gravidade e foram encaminhadas para a Santa Casa de Santos, e cinco outras que estavam próximo ao local, foram levadas para o Pronto Socorro Central. Segundo informações do hospital, apenas um paciente (um bebê de 18 meses) permanece em observação e os demais foram liberados.

O impacto foi tão forte que logo após a queda não havia  como definir o tipo de aeronave e muitos acreditaram tratar-se de um helicóptero, tal o estado de destruição do equipamento do qual restou apenas fragmentos. Até o momento foram confirmadas sete mortes, todas de tripulantes do avião, mas as equipes  de resgate ainda realizam buscas no local.

A Prefeitura disponibilizou equipes da Defesa Civil, de atendimento do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) e à tarde o prefeito Paulo Alexandre Barbosa (PSDB) forneceu detalhes sobre os trabalhos desenvolvidos por equipes da administração, destacando a atuação de todos e os esforços para esclarecimento da tragédia. Consternados, político de várias regiões do País estiveram no Paço Municipal.

Trânsito -  A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) mobilizou uma equipe de 30 componentes, entre operadores e chefias, nas ações no Boqueirão onde aconteceu a tragédia, agentes fizeram interdições, bloqueios e monitoramento da fluidez do trânsito na área, além do apoio logístico para  os serviços de socorros das equipes dos Bombeiros, Defesa Civil e polícias Federal e Militar.

A queda da aeronave aconteceu na Rua Vahia de Abreu com Alexandre Herculano e a  interdição temporária, compreendeu a Av. Washington Luís (canal 3, sentido praia/centro) com a Rua Goiás, sendo liberado após as 12h. As equipes da CET também fizeram monitoramento na Av. Francisco Glicério nas esquinas com a Rua Vahia de Abreu,  avenidas Washington Luiz e Conselheiro Nébias.

 As interdições nas ruas Vahia de Abreu com Francisco Glicério e Alexandre Herculano, entre o canal 3 e  a Rua Armando Salles de Oliveira, continuarão nesta quinta-feira (14). A CET recomenda aos motoristas que evitem transitar pela área e vias próximas.

Vítimas fatais

Eduardo Campos

Pedro Valadares

Carlos Percol

Alexandre Severo Gomes da Silva

Marcelo Lyra

Geraldo da Cunha

Marcos Martins

(Fotos: Clayton Eduardo – colaborador que reside a 30 metros do local onde caiu a aeronave)