Jornal Espaço Aberto

Página Inicial

Notícias

Em Cubatão, povo prestigia festa em louvor a Nossa Senhora da Lapa

Voltar para listagem de notícias Inserida em: 2014-08-16 -23:42

Em Cubatão, povo prestigia festa em louvor a Nossa Senhora da Lapa

Púbico estimado em mais de 10 mil pessoas prestigiou, na noite de sexta-feira (15), dia de Nossa Senhora da Lapa e feriado municipal, as celebrações finais em louvor à padroeira da Cidade. A concentração de fiéis ocorreu em uma área especialmente preparada, na Rua São José, 111, Centro  e foi o ato principal de uma série de comemorações e atos solenes realizados durante toda a semana.  

Às 19 horas, houve missa campal, presidida pelo padre Sérgio Bendin, da diocese de Jaboticabal e co-celebrada pelos padres Eniroque Ballerinni, da paróquia São Judas Tadeu (Jardim Casqueiro), Carlos Alves de Miranda, paróquia Nossa Senhora da Lapa (Centro) e  Antonio Pereira Luz, da paróquia de São Francisco de Assis ( Vila Nova). Posteriormente, houve show do padre Sérgio Bendin e banda, no mesmo local.

O  público, que  começou  a se formar logo no início da tarde, ocupou todo espaço do evento a partir das 19 horas, quando chegaram os participantes de uma carreata iniciada na paróquia  do Jardim Casqueiro, e de uma procissão, a partir da Vila Nova .

A carreata, que seguiu a imagem de Nossa Senhora da Lapa, começou  às 16 horas na Igreja São Judas Tadeu, após a bênção dos veículos, e percorreu  ruas do Jardim Casqueiro, bairros Ponte Nova, Parque São Luiz, Vila São José, terminando na Igreja São Francisco de Assis, na Vila Nova. Dali, após breve celebração no templo, partiu a procissão. Além da imagem de Nossa Senhora da Lapa foram incorporadas ao cortejo andores com imagens de São Judas Tadeu e São Francisco. Os fiéis, portando velas, formaram uma procissão luminosa, que percorreu toda a Avenida Nossa Senhora da Lapa, na Vila Nova,  seguindo pelas avenidas Martins Fontes e Nove de Abril, até à área da missa  campal.   

Durante todo tempo, foi entoado o hino à santa, cujo refrão é um apelo à sua proteção: "Tu que deste ao mundo o amor mais profundo, o Filho de Deus, abençoa esta igreja, teus filhos proteja, Mãezinha do céu". Fogos de artifício eram lançados a cada pausa dos cânticos e orações.

Um espetáculo de fé e também de emoção. A doméstica Paula de Assis, que seguia a procissão, acompanhada  das filhas Isa e Larissa, de 4 e 6 anos, não conseguia reter as lágrimas. "Sempre fico assim nas celebrações de Nossa Senhora da Lapa.  É uma coisa bonita, que emociona a gente".

O padre Antonio Pereira Luz, pároco da Vila Nova, resumiu, em uma frase, as razões da emoção popular nas celebrações da padroeira: "A festa de Nossa Senhora da Lapa é a grande festa da cidade de Cubatão".

Segurança - Na área da concentração principal, na Rua são José, onde, além do grande palco da missa campal e show, funcionou uma quermesse, houve cuidados especiais com relação à  segurança. Além de efetivo das policiais Civil e Militar, foi mobilizada para o local guarnição do Corpo de Bombeiros e um grupo de 22 brigadistas, voluntários. Houve interdição do tráfego nas ruas próximas - para facilitar a circulação dos pedestres. (Redação: Paulo Mota/PMC. Fotos: Christiane Castanheira/PMC)