Jornal Espaço Aberto

Página Inicial

Notícias

Começou a 2ª fase da campanha contra HPV

Voltar para listagem de notícias Inserida em: 2014-09-02 -17:57

Começou a 2ª fase da campanha contra HPV

Começou  nesta segunda-feira (1º), a segunda etapa da campanha nacional de vacinação contra HPV, voltada para adolescentes com idade entre 11 e 13 anos. Nos municípios da região, o apelo para que familiares estejam atentos e não permitam que as adolescentes deixem de tomar a segunda dose. Aquelas que completaram 11 anos após a primeira fase da vacinação, no semestre passado, devem começar agora o início do ciclo vacinal que corresponde a três doses.

Santos - Em Santos a Secretaria de Saúde conta nesta nova fase, com a participação de agentes comunitários de saúde que visitarão as residências das famílias cadastradas no programa Saúde da Família, reforçando a busca ativa junto aos familiares de adolescentes que tenham esquecido a data da segunda etapa.

Nesse município, na 1ª fase da campanha, foram vacinadas 6.567 meninas, representando 88,8% da população alvo. A imunização em Santos está disponível nas unidades básicas, de segunda a sexta, das 9h às 16h.

Cubatão – Contando com nove postos fixos (unidade de saúde), além das escolas que participaram da 1ª etapa (as unidades escolares serão atendidas conforme agendamento junto ao Serviço de Vigilância Epidemiológica - SVE), a campanha em Cubatão também é realizada das 9h às 16h. De acordo com o (SVE) do município, na 1ª etapa  (abril e maio)  foram aplicadas 2.829 doses, correspondendo a 97,75% das 2.894 disponíveis para a Cidade, superando a meta de 85% sugerida pelo Ministério da Saúde.

Meta - Até 2016, o objetivo do ministério é imunizar 80% do total de 5,2 milhões de meninas de 9 a 13 anos no País.

A vacina é composta de três doses – a primeira foi realizada no primeiro semestre, a segunda (atual) deve ocorrer seis meses após a primeira e a última deve ser aplicada cinco anos após a primeira. Além da segunda dose, adolescentes que tenham completado 11 anos após o primeiro ciclo da vacina ou ainda não tenham se imunizado, poderão começar o esquema vacinal.

Para ser vacinada, a adolescente terá duas possibilidades: a vacinação programada em escolas ou comparecer à unidade de saúde mais próxima de casa, sendo que em ambas é necessária a apresentação da caderneta de vacinação.

Alerta - O HPV (papilomavírus humano), nome genérico de um grupo de vírus que engloba mais de cem tipos diferentes e pode provocar a formação de verrugas na pele, e nas regiões oral (lábios, boca, cordas vocais, etc.), anal, genital e da uretra. As lesões genitais podem ser de alto risco, porque são precursoras de tumores malignos, especialmente do câncer do colo do útero e do pênis. A transmissão também pode ser vertical  (mãe/feto) e de inoculação através de objetos que alberguem o HPV.

O Ministério da Saúde ressalta que vacina aplicada no Brasil protege contra os quatro tipos mais recorrentes de HPV: 6, 11, 16 e 18 – os dois primeiros ligados a 90% das verrugas genitais e os dois últimos, a 70% dos casos de câncer de colo do útero.

O órgão informa que em 2011, 5.160 mulheres morreram em decorrência de Câncer de colo do útero, o terceiro câncer mais comum entre as brasileiras, atrás dos tumores de mama e colorretal. Segundo dados a Organização Mundial da Saúde (OMS), 290 milhões de mulheres no mundo têm HPV. (Fotos: Divulgação)