Jornal Espaço Aberto

Página Inicial

Notícias

Ânimos acirrados no último debate

Voltar para listagem de notícias Inserida em: 2014-10-25 -01:00

Ânimos acirrados no último debate

Apesar do clima tenso durante todo o debate da T¨V Globo, quando os presidenciáveis Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB)  voltaram a se enfrentar, civilizadamente, ao final se deram as mãos em um cumprimento seco, convencional.

No último debate antes da eleição neste domingo (26), os candidatos à Presidência da República só não deixaram as propostas de lado porque foram instigados pelos eleitores selecionados pela emissora para fazer perguntas.  Mais uma vez foram econômicos nas propostas, mas esbanjaram nos ataques. Mesmo assim, foi o debate mais equilibrado desde o início da campanha (1º e 2º turno).

O tema corrupção praticamente dominou o debate mediado por um tenso William Borner, como lhe é peculiar tentou dominar a plateia que, mesmo que timidamente, demonstrava  apoio a seu candidato. O tema corrupção foi o mais explorado pelo candidato Aécio Neves, enquanto a presidente Dilma prometeu construir 3 milhões de casas no Programa ‘Minha Casa Minha Vida” e justificou investimento em porto cubano com a informação de que o ato gerou mais empregos. O seu opositor esqueceu de perguntar quantos brasileiros estão trabalhando no país de Fidel Castro.

Dilma prometeu  um conjunto de medidas para punição aos corruptos e aos corruptores, enquanto Aécio afirmou que “não houve preocupação do PT no combate à corrupção”. Como solução, “temos que tirar o PT do governo”. (Foto: Ricardo Duarte/Agência  RBS)