Jornal Espaço Aberto

Página Inicial

Notícias

Quem presidirá o Brasil nos próximos quatro anos?

Voltar para listagem de notícias Inserida em: 2014-10-26 -04:27

Quem presidirá o Brasil nos próximos quatro anos?

Um dos momentos mais importantes da democracia brasileira será registrado neste domingo (26), quando será eleito o próximo presidente.  A disputa entre Aécio Neves (PSDB) e a presidente Dilma Rousseff (PT) que tenta a reeleição promete ser emocionante, pois as pesquisas tem apontado empate técnico dos candidatos, e mais recentemente o Ibope apontou vantagem para Dilma (53%)  contra  Aécio (47%) na caminhada deste segundo turno.

Os debates promovidos com o objetivo de tornar conhecidas as propostas dos candidatos não atingiram o propósito, pois o que se assistiu foi um rosário de acusações, um desenrolar de denúncias que por mais desabonadoras que sejam e  que envolvam ações criminosas, muito pouco alteram a realidade brasileira  na qual o braço da Justiça ainda tem dificuldade de alcançar. Os poucos justiçados na área política não raro posam de vítimas, o tempo passa rápido e a maioria dos eleitores esquece de seus ‘feitos’, e logo os reconduzem  ao poder. A contenda apresentada durante a campanha dos dois candidatos descambou para uma lavagem de roupa suja diante das câmeras.

Independentemente da pobreza dos debates, onde as propostas passaram ao largo, neste domingo (26 de outubro)  das 8h às 17h, será eleito o 37º presidente do Brasil. Possivelmente às 20h, o Brasil conheça seu  novo presidente.

Aécio Neves (54 anos),  representa a coligação PSDB, PMN, SD, DEM, PEN, PTN, PTB, PTC e PT do B. O vice do candidato é o senador eleito Aloysio Nunes (PSDB)

Dilma Rousseff (66 anos),  representa a coligação PT, PMDB, PDT, PC do B, PP, PR, PSD, PROS e PRB. Seu vice é Michel Temer (PMDB).

Neste domingo - Para votar é preciso levar um documento oficial com foto. Para votar é preciso levar um documento oficial com foto. Caso tenha perdido o documento, é possível consultar o local de votação e o número do título na página do TSE na internet. Não é obrigatória a apresentação do título de eleitor. No entanto, o número deste documento é indispensável para o preenchimento da justificativa eleitoral.

Junto à cabina de votação, é proibido portar telefone celular, máquinas fotográficas, filmadoras, equipamento de radiocomunicação ou quaisquer instrumentos que possam comprometer o sigilo do voto. Para votar, o eleitor com deficiência ou mobilidade reduzida poderá contar com o auxílio de pessoa de sua confiança, ainda que não tenha feito o pedido antecipadamente ao juiz eleitoral.

Justificativa - O eleitor que não puder comparecer ao seu local de votação deve justificar a ausência. A justificativa pode ser feita neste domingo em um dos postos de justificativa ou em até 60 dias após a ausência. Para justificar a falta no primeiro turno, o eleitor deve comparecer ao cartório eleitoral até o dia 26 de dezembro.

Para preenchimento do formulário de justificativa no dia da eleição é indispensável o número do título de eleitor. O ausente pode preencher o formulário antecipadamente, mas só deve assiná-lo quando da entrega, na presença do mesário.(Fotos: Divulgação)