Jornal Espaço Aberto

Página Inicial

Notícias

Liminar suspende temporariamente os trabalhos da CPI da merenda

Voltar para listagem de notícias Inserida em: 2015-05-20 -00:15

Liminar suspende temporariamente os trabalhos da CPI da merenda

Uma liminar concedida pela 3ª Vara Cível de Guarujá, suspende provisoriamente, os trabalhos da Comissão Processante da Câmara que investiga o ‘escândalo da merenda’. O presidente da comissão, vereador Edilson Dias (PT), foi notificado nesta terça-feira (19) da liminar.

O caso conhecido como o “escândalo da merenda” aponta irregularidades no contrato de fornecimento de merenda escolar -superfaturamento - no Município e a Comissão Processante da Câmara, formada ainda pelos vereadores Geraldo Soares Galvão (DEM, relator) e Jailton Sorriso (PPS, membro), começou a ouvir testemunhas nessa segunda-feira (18) e já tinha agendadas audiências  (foram suspensas) para esta quarta-feira (20) e nos dois próximos dias (21 e 22), sempre a partir das 9h.

Diante da liminar o vereador  Edilson Dias tem dez dias para comprovar à Justiça, que a comissão tem obedecido a todos os ritos jurídicos necessários. O presidente da Câmara de Guarujá, Ronald Nicolaci Fincatti (Pros), destacou que a iniciativa da prefeita em recorrer à Justiça é legítima, ressaltando que ao Legislativo respeita a decisão judicial, mas não acredita que os argumentos por ela apresentados sejam procedentes.

 No recurso acolhido pela Justiça a prefeita Maria Antonieta de Brito (PMDB) alega que não existe  fato determinado e preciso que comprove suposta infração política administrativas de sua parte, entre outras alegações técnicas. (Foto: Divulgação)