Jornal Espaço Aberto

Página Inicial

Notícias

VLT tem inauguração remarcada, mas tarifas definidas já estão definidas

Voltar para listagem de notícias Inserida em: 2015-06-24 -02:57

VLT tem inauguração remarcada, mas tarifas definidas já estão definidas

 

O Governador de São Paulo, Geraldo Alkmin (PSDB) entregou mais quatro estações do Veículo leve sobre Trilhos (VLT) e anunciou uma nova data para a inauguração do sistema de transporte que ligará a Santos e São Vicente. O início oficial do  funcionamento do VLT ficou para dezembro, mas já teve os valores das tarifas anunciados: R$ 3,60 para uso desse veículo e R$ 3,80 quando for utilizada a integração ônibus/trem.

Ainda na visita que fez a Santos na terça-feira, o governador assinou o contrato de Parceria Público Privada (PPP) com o Consórcio BR Mobilidade para operação do Sistema Integrado Metropolitano (SIM), que contempla as linhas metropolitanas regulares de ônibus e do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT). O contrato de PPP é de R$ 5,6 bilhões e terá vigência de 20 anos.

Após o anúncio, Alckmin inaugurou as estações Nossa Senhora de Lourdes e Pinheiro Machado, incluindo o Túnel José Menino, em Santos. Também foram entregues as estações Itararé e João Ribeiro, em São Vicente. Na ocasião, autoridades participaram de um teste no primeiro VLT fabricado no País, percorrendo um trajeto 6,1 km, feito em menos de 15 minutos, ao longo das  nove estações já prontas, duas em Santos e 7 em São Vicente.

No ano passado a EMTU entregou Em Santos, serão entregues A visita fecha um ciclo de nove estações já prontas. Em 2014, a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU) já havia entregue as paradas Mascarenhas de Moraes, São Vicente, Emmerich, Nossa Senhora das Graças e José Monteiro, todas em São Vicente. A empresa planeja apresentar as estações Bernardino de Campos e Porto em dezembro.

O VLT está com 95% das obras concluídas no município de São Vicente, onde realiza testes desde novembro do ano passado.

Retomada – Em Santos, as obras na Av. Francisco Glicério que estavam paralisadas em função de liminar Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), por decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) – suspendeu a liminar -, foram retomadas semana passada.

Pioneirismo - Inédito no País, o VLT entre Santos e São Vicente será composto por 22 composições:  três delas fabricadas na Espanha e 19 no Rio de Janeiro – a primeira entregue nessa visita, e outras 18 que devem desembarcar na região até o primeiro semestre de 2016.  Cada composição transportará 400 passageiros, dos quais 72 sentados e circulará com  velocidade média de 25km/h e máxima de 80km/h.

O consórcio Tremvia Santos é o responsável pela construção de 22 VLTs,  que serão entregues até março de 2016, representando um investimento de R$ 233 milhões - R$ 10,6 milhões por veículo. (Fotos: Divulgação/GSP)