Jornal Espaço Aberto

Página Inicial

Notícias

Começa greve de 3 mil na Usiminas

Voltar para listagem de notícias Inserida em: 2015-08-19 -12:20

Começa greve de 3 mil na Usiminas

Os 3 mil operários das 18 empreiteiras que prestam serviços à Usiminas Cubatão entraram em greve, por tempo indeterminado, a partir das 7h, desta quarta-feira (19).

No mesmo horário, amanhã,  quinta-feira (20), eles participarão de assembleia, para avaliar possível nova proposta das empresas. A categoria tem data-base de acordo coletivo em 1º de agosto.

Na assembleia desta quarta (19), os trabalhadores rejeitaram oferta das empreiteiras, feita na noite de terça (18) ao Sindicato dos Trabalhadores na Construção Civil, Montagem e Manutenção Industrial (Sintracomos).

Elas propuseram reajuste salarial de 8%, participação nos lucros e resultados (PLR) de R$ 1.100 e vale-alimentação de R$ 200. Antes, elas ofereciam 7,04%, nada de ‘PLR’ e vale de R$ 180.

O presidente do sindicato, Macaé Marcos Braz de Oliveira, acredita que se as empresas melhorarem o índice de reajuste, concedendo um aumento real acima da inflação de 9,56%, a categoria aceita.

Para isso, segundo ele, também precisa ficar claro que o vale-refeição de R$ 200 não será condicionado à ausência de faltas durante o mês, como as empresas propuseram anteriormente.

A assembleia foi na portaria da siderúrgica, que ficou tomada pelos terceirizados. O trânsito nas imediações ficou prejudicado desde as 6 horas, quando começam a chegar os ônibus com a mão-de-obra.

Integrante da Central Força Sindical, o Sintracomos recebeu diversos sindicalistas da capital paulista, principalmente metalúrgicos, que desceram a serra em solidariedade ao movimento. (Foto: Vespasiano Rocha)