Jornal Espaço Aberto

Página Inicial

Notícias

Prefeitura contesta Bial e nega caso de malária em Santos

Voltar para listagem de notícias Inserida em: 2015-09-05 -00:21

Prefeitura contesta Bial e nega caso de malária em Santos

A Secretaria de Saúde de Santos contestou, no final da tarde desta sexta-feira (4), a informação de que o jornalista e apresentador Pedro Bial tenha contraído malária na Cidade, conforme divulgado pelo site Ego, do grupo Globo. A assessoria de imprensa da TV Globo afirma que o jornalista “foi diagnosticado com uma forma branda de malária, já está em casa, medicado e passa bem”.

No início da tarde o site Ego divulgou que Pedro Bial, de 57 anos, teria ‘contraído a doença após viagem para resolver assuntos pessoais em Santos, Litoral Sul de São Paulo’.

Em nota oficial, a Prefeitura de Santos diz que não há registro da presença de anofelino, mosquito transmissor da malária, na Cidade, desde 2005 e que também não há nenhum caso de malária contraída dentro do município de Santos.

A Administração Municipal questiona ainda que a malária se manifesta no período de 8 a 25 dias após o contato com o vírus. “Por esse motivo, seria necessário verificar por quais locais o jornalista esteve durante todo esse período e depois apurar os eventuais locais da contaminação”. A malária é uma das doenças de notificação compulsória, de acordo com as normas do Ministério da Saúde.

Por volta das 19h, o site mudou o texto publicado, afirmando que, Bial teria viajado para o Litoral Norte.

A malária é uma doença aguda ou crônica, causada pela presença de parasitos do gênero Plasmodium nos glóbulos vermelhos do sangue. É transmitida de pessoa infectada para uma pessoa saudável pela picada de mosquitos e os sintomas mais comuns da doença são calafrios, febre alta, dores de cabeça e musculares. O tratamento é variável de acordo com a gravidade da infecção. (Foto: Divulgação/Purepeople)