Jornal Espaço Aberto

Página Inicial

Notícias

Campanha de vacinação contra a pólio está chegando ao fim

Voltar para listagem de notícias Inserida em: 2015-09-08 -23:46

Campanha de vacinação contra a pólio está chegando ao fim

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite (paralisia infantil) termina nesta quinta-feira (10). Pais e responsáveis devem levar filhos de seis meses a menores de cinco anos para a imunização nas unidades de saúde de seus bairros.

Santos – As crianças em idade indicada para a vacina devem ser levadas às policlínicas de seus bairros, munidos da caderneta de vacinação. O objetivo do Ministério da Saúde é imunizar pelo menos 95% do público alvo, o que em Santos corresponde a 18.987 crianças. Até o momento, já foram aplicadas 12.620 doses, o que significa uma cobertura de 63,14%.

 São Vicente - As Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Estratégias de Saúde da Família (ESF) de São Vicente continuam vacinando contra a Poliomielite, das 9 às 16h.  As UBS Central, Catiapoã, Parque Das Bandeiras e ESF Rio Branco II e III, pais ou responsáveis devem levar cartão do SUS, comprovante de endereço e caderneta de vacina para cadastramento no Sistema de Informação Programa Nacional de Imunização (SI-PNI) para atendimento.

Itanhaém - Nesse município a vacinação acontece nas Unidades de Saúde da Família (USF) e no Centro Especializado na Saúde da Criança e da Mulher (Cescrim Paula Vegas).

Eficiência - A vacina contra a poliomielite (responsável pela paralisia infantil) é administrada em gotas, por via oral é extremamente segura e protege contra os três sorotipos do poliovírus 1, 2 e 3. Sua eficácia é em torno de 90% a 95%.

Desde o início da década de 90, a poliomielite foi erradicada do Brasil. Apesar disso, é necessário que a população continue a trabalhar a prevenção a partir da aplicação da vacina contra o agente. A dose é a única forma de impossibilitar o ressurgimento da paralisia infantil.

Não existe tratamento para a poliomielite e a única forma de prevenção é a vacina. Ela é recomendada, até mesmo, para crianças que estejam com tosse, gripe, coriza, rinite ou diarreia. (Foto: Divulgação)