Jornal Espaço Aberto

Página Inicial

Notícias

Encerrada greve de 26 dias de terceirizados na Usiminas

Voltar para listagem de notícias Inserida em: 2015-09-14 -20:50

Encerrada greve de 26 dias de terceirizados na Usiminas

Com a sensação de vitória estampada nos sorrisos abertos e braços levantados, os operários das empreiteiras que prestam serviços de montagem e manutenção a Usiminas encerraram na manhã desta segunda-feira (14) a greve de 26 dias.

Em assembleia na portaria da empresa, por unanimidade, os terceirizados aprovaram o acordo que garante 10% de correção salarial na data-base de agosto.

“Não houve sequer um voto contrário”, comemora o presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Construção Civil, Montagem e Manutenção Industrial (Sintracomos), Macaé Marcos Braz de Oliveira.

O acordo, assinado logo após a assembleia pelos representantes das 18 empreiteiras, garante o pagamento de 16 dias de paralisação. Os dez dias restantes serão compensados em jornadas extraordinárias.

Os operários garantiram ainda uma participação nos lucros ou resultados (PLR) de R$ 1.100 e elevaram o tíquete-alimentação de R$ 150 para R$ 165, embora façam as refeições no trabalho.

A proposta é de autoria do sindicato e foi aceita pelas empresas após duas negociações, uma na tarde de quinta-feira (10) e outra na manhã de sexta (11), ambas na subsede sindical de Cubatão.

Os departamentos jurídicos do sindicato e das empreiteiras comunicaram o acordo ao Tribunal Regional do Trabalho (TRT-SP), que estava para marcar o julgamento da greve nos próximos dias.

“A aprovação por unanimidade, sem aquela meia dúzia que muitas vezes grita descontentamento ao final de cada campanha salarial, demonstra a credibilidade do sindicato perante a categoria”, diz Macaé. (Foto: Vespasiano Rocha)