Jornal Espaço Aberto

Página Inicial

Notícias

Santos entregará UPA Central até o final do ano

Voltar para listagem de notícias Inserida em: 2015-09-22 -00:21

Santos entregará UPA Central até o final do ano

O prefeito santista Paulo Alexandre Barbosa (PSDB) informou, nesta segunda (21), que a Unidade de Pronto Atendimento Central (UPA Central), na Rua Joaquim Távora, 260, na Vila Mathias, será inaugurada até o final do ano. A informação aconteceu durante a assinatura do contrato fechado em regime de comodato (empréstimo gratuito) por 30 anos com a Fundação Lusíada. 

O prefeito está otimista com relação ao prazo e especialmente pelo fato desta obra não ter custo à Administração.  “Vamos cumprir nosso objetivo de colocar em funcionamento o melhor equipamento de saúde da Cidade, sem ter colocado um centavo dos cofres públicos na construção”.

Segundo o prefeito, a UPA Central oferecerá melhor infraestrutura aos profissionais de saúde e mais conforto aos pacientes, e é a primeira de três que serão instaladas na Cidade. A unidade ocupará três dos seis pavimentos da edificação (subsolo, térreo e primeiro andar). Os demais serão usados para cursos de pós-graduação e laboratórios da Fundação Lusíada.

Gestão - A UPA Central que funcionará todos os dias (24h) com atendimentos de urgência e emergência (adulto e pediátrico), terá gestão compartilhada da Administração Municipal com a organização social Fundação do ABC. Trata-se da primeira parceria após a criação do Programa Municipal de Publicização (lei 2.947/2013), visando ao aperfeiçoamento e à inovação dos serviços públicos.

O contrato de gestão de 24 meses, prorrogável até o limite de 60, foi encaminhado à Fundação do ABC na última sexta-feira (18) para assinatura. A entidade fará o gerenciamento, operacionalização e execução dos serviços da UPA, assumindo a área clínica-assistencial e os setores administrativos. A Prefeitura garante que nenhum servidor será demitido ou exonerado e seus direitos, vantagens e benefícios adquiridos anteriormente serão preservados.

Com o funcionamento da nova UPA,  que terá 20 leitos – 4 infantis, 10 adultos, 4 emergência e 2 individualizados de observação com banheiro privativo, a previsão de serviços/mês é  de 12 mil exames diagnósticos; 17.500 atendimentos/ procedimentos ambulatoriais (consultas, administração de medicamentos, curativos, etc.); 300 saídas em observações clínicas; 2 mil procedimentos odontológicos. (Foto:  Rogério Bomfim /PMS)