Jornal Espaço Aberto

Página Inicial

Notícias

SV - Prefeitura pavimenta Av. Alcides de Araújo

Voltar para listagem de notícias Inserida em: 2016-01-13 -01:38

SV - Prefeitura pavimenta Av. Alcides de Araújo

Após cinco meses, a Prefeitura de São Vicente dá novo rumo às obras na Av. Alcides de Araújo, no Catiapoã, iniciando a pavimentação do local. Antiga reivindicação dos moradores, a iniciativa tem por objetivo melhorar as condições de tráfego no local.

A obra nessa avenida foi iniciada em agosto do ano passado, com a retirada dos blocos sextavados, nivelamento de solo, colocação e guias e sarjetas. A Prefeitura informa que no fim do ano passado, a avenida foi preparada para receber a primeira camada de asfalto. Os funcionários concluíram a colocação de duas camadas de asfalto, no trecho entre as Ruas Major Eugênio Terral e Mota Lima.

A previsão, segundo a Administração Luis Cláudio Bili (PP)  é concluir os trabalhos em 24 meses, ou seja, os moradores ainda vão esperar muito, pois o prognóstico é de dois anos caso não ocorram atrasos na obra. A Obra de Urbanização e Infraestrutura de Vias Turísticas é executada pela empresa Hefec, com verba do Estado.

Novela – A pavimentação das duas pistas da Av. Alcides de Araújo é uma reivindicação antiga dos moradores dessa via e de outras próximas, pois a grande expectativa é que a atenção para com essa avenida, inclua o desassoreamento e limpeza constante do canal nela existente, que à primeira ameaça de chuva ou de maré alta, transborda e as águas invadem ruas, terrenos e até residências, inclusive de ruas perpendiculares, causando uma série de transtornos.

O tratamento adequado desse canal é uma novela que se arrasta por muitos e muitos  anos. O último anúncio de obras para o local foi feito em 2013, quando a população se encheu de esperança. Pelo anunciado na ocasião, as obras incluíam limpeza e  desassoreamento do canal além  da construção de calçadas e pontes. O trabalho deveria  ser iniciado na segunda quinzena de dezembro daquele ano, com prazo de 10 meses para a conclusão e custaria em torno de R$ 13,5 milhões com a participação do Governo do Estado. Dois anos depois, o canal continua da mesma forma: sujo e assoreado.

Lixo no lixo - As obras anunciadas para este canal se perderam no tempo e os moradores afirmam que o canal sujo e cheio gera uma série de transtornos prejudicando não apenas quem mora na avenida e nas proximidades, mas também ao trânsito.

Os moradores no entanto, não podem esquecer sua responsabilidade para com a manutenção da pouca limpeza que de vez em quando é realizada no canal que se encontra cheio de lixo, de móveis a vaso sanitário e até animais mortos. A situação incomoda muito não apenas o canal, mas no entorno, o lixo é jogado nas ruas.

Embora o descarte irregular de lixo e entulho seja crime ambiental (Lei Complementar 618/10) e que deve ser denunciado à Prefeitura, pouca coisa alterou na cidade. Grande parte da população continua ignorando.                                                                    

A Administração Municipal afirma que diariamente funcionários da Companhia de Desenvolvimento de São Vicente (Codesavi) realizam retirada de lixo e diversos detritos, capinação, além de pintura de guias e sarjetas em ruas e praças da Cidade.

Munícipes podem denunciar a prática, enviando fotos e vídeos para o WhatsApp (13) 99785-1596 ou acionar a Guarda Civil Municipal (GCM) pelo telefone 153.

Cata-treco - A Codesavi oferece o serviço Cata-Treco, gratuito, que pode ser agendado pelos telefones 3464-7158 e 3462-9740 para a retirada de até quatro sacos de entulho de construção e móveis velhos. Se a quantidade for maior, é preciso contratar serviço particular de caçamba. (Foto: Divulgação)