Jornal Espaço Aberto

Página Inicial

Notícias

Carnabonde arrasta multidão

Voltar para listagem de notícias Inserida em: 2016-02-07 -00:10

Carnabonde arrasta multidão

A 16ª edição do tradicional Carnabonde mais uma vez mudou a rotina do Centro Histórico de Santos, reunindo cerca de 10 mil pessoas na Praça Mauá, neste sábado (6). Com animação do conjunto Zago Art Show e a Banda Oscar Guzella, os foliões cantaram e dançaram e foram atrás do trio elétrico ao som de marchinhas antigas de carnaval.

Este ano, além de comemorar os 470 anos de Santos e relembrar os carnavais antigos, a festa também homenageou o historiador e sambista J. Muniz (o Marechal do Samba) e o maestro Nilson Zago, falecido em janeiro deste ano.

“Santos é o que é pelo povo que tem, por isso homenageamos estas duas figuras ilustres, por suas contribuições com a cidade”, disse o prefeito Paulo Alexandre Barbosa. Emocionado, Newton Zago, filho do maestro, agradeceu o carinho com o pai. “Este é um momento de muita emoção para mim. Meu pai nasceu aqui e morreu aqui e a vida toda foi músico”. Já o sambista J. Muniz ficou contente com a lembrança. “Muito bom saber que não fui esquecido”.

Bonde - Com uma decoração que contou com muitas cores, o bonde desfilou com a Corte Carnavalesca, o homenageado J. Muniz, atores fantasiados de antigos foliões e o prefeito.

“Trouxemos para a praça a história dos carnavais de Santos e do mundo, com alusão aos blocos, escolas de samba, batalha de confetes e o Banho da Dona Dorotéia, entre outros”, afirmou o ator, diretor e carnavalesco, André Leahun.  

Realizado em  parceria da Secretaria de Cultura e o Fundo Social de Solidariedade (FSS), o Carnabonde arrecadou  cerca de 2.500 pacotes de achocolatados que serão doadas para entidades assistenciais.

Tranquilo – Apesar da multidão, o evento que reuniu milhares de pessoas, entre elas, famílias inteiras como a de dona Antonieta Macário Fernandes, da cidade de São Caetano,  que saiu com filhos, netos e sobrinhos, num total de 14 pessoas, saídas da Ponta da Praia onde estão passando férias, o folguedo não registrou ocorrências policiais de relevância. Foi como disse Antonieta: “muito tranquilo”.

O evento contou com o reforço dos efetivos da Guarda Municipal e da Polícia Militar. A CET monitorou do trânsito. A Secretaria de Saúde (SMS) disponibilizou uma ambulância de suporte básico do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e um posto de atendimento ao público.  

Foto: Divulgação/Marcelo Martins/PMS

*mais notícias do Carnaval/2016 na Coluna “Desabafo do Samba”.