Jornal Espaço Aberto

Página Inicial

Notícias

SV - Rodoviária vai funcionar no mercado municipal

Voltar para listagem de notícias Inserida em: 2016-04-06 -23:30

SV - Rodoviária vai funcionar no mercado municipal

O Mercado Municipal de São Vicente, no Centro da Cidade, vai abrigar em caráter emergencial a Agência Rodoviária para venda de bilhetes, além de embarque e desembarque de passageiros das empresas de ônibus intermunicipais que atuam no Município. A opção pelo local foi dos próprios representantes das operadoras rodoviárias.

A Prefeitura deve 27 meses de aluguel ao proprietário do imóvel no Parque Bitaru, onde a Estação Rodoviária funcionou por cerca de 11 anos. A dívida, em torno de R$ 2milhões está sendo cobrada na Justiça. Além de estar prestes a ter de fechar o terminal rodoviário por falta de pagamento do aluguel, o município de São Vicente, no litoral de São Paulo, pode perder uma delegacia. O prédio onde fica o 3º DP está com uma ação de despejo movida pelo dono do local. 

Como não tem o dinheiro para saldar, pelo minimizar a dívida, a saída foi optar por adaptar um imóvel do município, inicialmente em caráter de emergência. Entre as áreas estudadas por uma comissão, o Mercado Municipal, na Praça João Pessoa (praça da Matriz) no Centro da Cidade, sugerido pelas empresas que operam na antiga Estação Rodoviária foi a opção.

Providências – Definido o local, funcionários da Prefeitura iniciaram as providências para a transformação do mercado que mantém a maioria dos boxes vazios. Toda a sinalização de solo no entorno do Mercado já foi concluída pela Secretaria de Transportes (Setrans). Segundo a Prefeitura, depois de implantada a Agência Rodoviária em boxes do Mercado, a área externa terá capacidade para atendimento simultâneo de embarque de três ônibus (lateral do Parque Cultural Vila de São Vicente) e desembarque de outros dois (junto à Igreja Matriz). Haverá também local destinado à chegada de usuários em carros particulares ou táxis. O equipamento começar a funcionar na próxima semana.

Preocupação – A professora aposentada M.H.D.F. residente em um prédio de esquina com a Praça João Pessoa está preocupada. “A gente conhece bem o entorno de estações rodoviárias. É aquele barulho de ônibus chegando, estacionando nos boxes, saindo, carros freando e parando em qualquer lugar para embarque ou desembarque de pessoas. Como em São Vicente tudo acontece na base do improviso e fica para sempre já imagino a falta de fiscalização e de policiamento no local gerando um transtorno danado para quem mora no entorno. As nossas manhãs, especialmente nos fins de semana não serão as mesmas”.

M.A.S. recepcionista também se mostra preocupada “A Prefeitura diz que é provisório o funcionamento, mas você acredita que o Bili (prefeito) vai se preocupar em encontrar um local definitivo e adequado para a Rodoviária? É claro que não, afinal está em fim de mandato e se nunca se preocupou com isso, não vai mover uma palha agora para solucionar o problema. Se desde que assumiu a Prefeitura não resolveu o problema do lixo, imagine se vai se preocupar com a Rodoviária. Nós moradores é que vamos pagar o pato da incompetência”.

(Fotos: Divulgação/PMSV)

https://ssl.gstatic.com/ui/v1/icons/mail/images/cleardot.gif