Jornal Espaço Aberto

Página Inicial

Notícias

Governador entrega estação e dois trens do VLT

Voltar para listagem de notícias Inserida em: 2016-04-28 -03:34

Governador entrega estação e dois trens do VLT

O governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), acompanhado do vice-governador Márcio França (PSB), do secretário de transportes metropolitanos, Clodoaldo Pelissioni,e do prefeito de Santos, Paulo Alexandre Barbosa (PSDB) entre outras autoridades inaugurou, na manhã desta quarta-feira (27),  a Estação Bernardino de Campos do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), e de dois novos trens com capacidade para 400 passageiros cada. Os dois veículos completam 14, de um total de 22.

Alckmin informou que no próximo mês (maio) volta a Santos para a entrega do pátio do Centro de Controle Operacional do VLT e mais um trem e anunciou para setembro o início da licitação da segunda fase de implantação do sistema, que prevê mais 14 estações para a ligação do trecho entre a Av. Conselheiro Nébias e Valongo.

A previsão é de que em junho o VLT esteja operando até a Bernardino. Até lá serão realizados testes entre esta estação e a Pinheiro Machado.  A promessa do governador é que em outubro o VLT funcionará de forma plena, todos os dias, das 6h às 23h, incluindo a estação Bernardino. Hoje, o sistema opera das 7h às 19h, entre São Vicente (estação Mascarenhas de Moraes) até a Pinheiro Machado.

 O prefeito Paulo Alexandre Barbosa, lembrou que no próximo domingo o Santos Futebol Clube joga em casa, na Vila e que esta será uma oportunidade “para ver o nosso peixe campeão indo para Vila de VLT”.

Sabedores que o governador e o prefeito são torcedores do “Santos”, os presentes aplaudiram muito e não faltaram gritinhos.

O governador entregou também, a prefeitos e/ou representantes de oito municípios (Santos, Bertioga, Guarujá, Itanhaém, Ilha Comprida, Mongaguá, Peruíbe e Praia Grande), oito viaturas para o trabalho de fiscalização do Programa Litoral Sustentável que tem por objetivo a reurbanização, remoção, reassentamento e regularização fundiária dos assentamentos irregulares das regiões que ficam no entorno de parques estaduais, neste caso, da Serra do Mar. Cada veículo que custou aproximadamente R$ 130 mil.

(Foto: Tatiana Aude)