Jornal Espaço Aberto

Página Inicial

Notícias

Cursan paga salários atrasados mas greve continua

Voltar para listagem de notícias Inserida em: 2016-09-15 -01:17

Cursan paga salários atrasados mas greve continua

Em Cubatão, a Cursan - Companhia Cubatense de Urbanização e Saneamento pagou os salários atrasados dos 140 empregados representados pelo Sindicato dos Trabalhadores na Construção Civil (Sintracomos). Os funcionários suspenderam o acampamento que fariam, nesta quarta-feira (14), diante do escritório da empresa., mas mantiveram a greve que entrou em seu 50º dia.

Apesar do pagamento dos salários atrasados, os trabalhadores mantiveram a greve, que entrou em seu 50º dia, pois a empresa de economia mista controlada pela Prefeitura deve ainda cinco cartões bônus (gifts), dois vales-refeições, três cestas básicas e dois vales transporte. A categoria fará nova assembleia nesta quinta-feira (15), às 7h, na portaria do setor de obras da empresa, na Rua Papa João Paulo II, 71, bairro Sítio Cafezal.

Os trabalhadores se baseiam em julgamento do Tribunal Regional do Trabalho (TRT-SP) sobre a campanha salarial para a data-base de maio, ocorrido em 31 de agosto. A unanimidade dos juízes acompanhou a decisão da desembargadora Ivani Contini Bramante, que julgou a greve legal, mandou a empresa pagar os dias parados e reajuste salarial de 9,83%. O percentual será aplicado também nos benefícios e os trabalhadores ganharam 90 dias de estabilidade.

A sentença prevê a manutenção dos atuais benefícios e retorno ao trabalho somente quando forem pagos pela empresa os salários e benefícios atrasados. Estabelece ainda multa convertida aos trabalhadores, caso a Cursan, que deixou de mandar representantes ao julgamento, não cumpra a sentença.

Os trabalhadores retomaram a greve em 11 de agosto. A paralisação havia sido suspensa em 4 de agosto, após 14 dias de paralisação. A empresa, controlada pela Prefeitura, alega situação econômica difícil, bloqueio judicial de contas bancárias e um passivo de R$ 78 milhões no exercício de 2015.


Praia Grande – Nesse município, a empresa de terraplanagem, construção civil e escavações Termaq pagou os salários de agosto de seus 300 empregados, que estavam em greve desde a tarde de sexta-feira (9), e evitou a passeata prevista para a manhã desta quarta (14).

Os trabalhadores representados pelo Sindicato dos Trabalhadores na Construção Civil, Montagem e Manutenção Industrial (Sintracomos Força Sindical) retornaram ao trabalho e aceitaram esperar, até sexta-feira (16), o pagamento do vale-refeição e dos salários de férias do mês. Se isso não acontecer, eles entrarão em greve, por tempo indeterminado, a partir de segunda-feira (19).

*Na foto de José Índio, trabalhadores da Termaq