Jornal Espaço Aberto

Página Inicial

Notícias

Morre Vanderlei José da Silva, o mito da estiva

Voltar para listagem de notícias Inserida em: 2016-11-25 -00:02

Morre Vanderlei José da Silva, o mito da estiva

Um dos sindicalistas mais importantes, polêmicos e influentes da história de Santos, faleceu o ex-presidente dos estivadores Vanderlei José da Silva, aos 65 anos, de infarto, às 9h, desta quinta-feira (24).

No meio da tarde, o movimento no velório da Santa Casa era intenso, onde estivadores, portuários, sindicalistas de diversas categorias, vereadores e outros políticos foram prestigiá-lo. Todos foram recebidos por seu filho, Rodnei Oliveira da Silva ‘Nei’, atual presidente do sindicato, com um sorriso triste e uma palavra de conforto para os amigos.

“Ele me ensinou tudo sobre as lutas da estiva, que acompanhei desde menino,
e me despertou a paixão pelas infinitas campanhas por melhores salários e
condições de trabalho de todas as categorias”.

As palavras de Nei são comprovadas por dirigentes de sindicatos portuários presentes ao velório, atestando a participação de Vanderlei em diversas lutas específicas de doqueiros. Um dos momentos mais importantes das atividades de Vanderlei foi quando, em 1988, presidente do Sindicato dos Estivadores, incumbiu dois associados para fazer lobby, em Brasília, na Assembleia Nacional Constituinte.

Foram eles Osvaldo Pacheco da Silva, deputado federal constituinte em 1946, pelo PCB, e Luiz Braga, ex-presidente da Federação Nacional dos Estivadores. Orientados por Vanderlei, eles conseguiram garantir os direitos dos avulsos no artigo 7º, inciso 34 da Constituição de 1988, após visitas contínuas a constituintes como Ulisses Guimarães e Mário Covas.

Vanderlei teve atuação marcante na campanha contra a transferência da escala dos avulsos do sindicato para o órgão gestor de mão de obra (Ogmo), imposta pela lei de modernização dos portos. Ele nasceu em 24 de outubro de 1951, filho de Nicanor José da Silva, que foi combativo estivador militante do PCB antes do golpe militar de 1964. Vanderlei entrou na estiva em outubro de 1970, como ‘bagrinho’, que era o estivador sem registro definitivo no Sindicato, onde conseguiu se associar em dezembro de 1975.

Em 1987, foi empossado presidente do sindicato, cargo que exerceu por quatro mandatos, encerrados em 1996. Em 2000, retornou para sua última gestão. O enterro está marcado para as 9h desta sexta-feira (25), no Cemitério da Areia Branca, Zona Noroeste de Santos, onde certamente será grande a concentração de amigos e admiradores. (Redação: PP/Foto: PP/Arquivo)