Jornal Espaço Aberto

Página Inicial

Notícias

Cubatão, celeiro de bandas e fanfarras

Voltar para listagem de notícias Inserida em: 2017-03-25 -02:53

Cubatão, celeiro de bandas e fanfarras

 

Dos hinos Nacional e de Cubatão aos louvores, passando por composições clássicas no setor, a abertura do 11º Encontro Técnico para Maestros, Músicos e Coreógrafos de Bandas e Fanfarras lotou o Bloco Cultural do Paço Municipal nesta sexta-feira (24), com a presença de autoridades municipais e estaduais e músicos de diversos estados. A programação prossegue neste sábado e domingo (25 e 26), nas escolas municipais Padre José de Anchieta e São Paulo, voltando a caracterizar a cidade como a "Capital da Música".

As bandas e os corpos coreográficos da Obra Social Dom Bosco (de Itaquera, na capital paulista) e Master (da cidade de Santos) abrilhantaram o evento, junto com a Banda Marcial da UME Padre José de Anchieta (Cubatão) e a solista Mirela Fortunato. Entre as apresentações da noite, os hinos Nacional e de Cubatão.

Abrindo a cerimônia, o presidente da Associação de Fanfarras e Bandas da Baixada Santista, Litoral Sul e Vale do Ribeira (Afaban), Luiz Carlos Ferreira de Araújo, falou de sua satisfação pela volta a Cubatão desse evento, que é o único encontro técnico nacional e por isso reúne na cidade músicos do Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro e todo o estado de São Paulo, no ano em que a Afaban completa seu 15º aniversário. E lembrou a importância das bandas e fanfarras para as comunidades, por ajudarem a afastar as crianças das ruas, dando-lhes novos conhecimentos e autoestima.

O secretário de Educação e Cultura, Raul Christiano Sanchez, deu as boas vindas a todos os participantes e destacou que as escolas municipais Anchieta e São Paulo estavam atuando em conjunto para receber todos os visitantes. Salientou também a importância desse trabalho com as bandas, agora retomado após sete anos de ausência.. Além disso, personalizou no maestro Roberto Farias uma saudação aos Grupos Artísticos de Cubatão e comentou ser esta uma cidade que tem todas as condições de ser capital das bandas e da música.

O vereador Wilson Pio Reis entregou ao prefeito Ademario Oliveira seu projeto para a retomada do incentivo à criação de bandas e fanfarras em todas as escolas municipais. Por sua vez, o deputado estadual Luiz Carlos Gondin agradeceu as homenagens (foi um dos distinguidos com o prêmio Amigo das Bandas 2017) e falou de seu trabalho na Frente Parlamentar em Apoio às Bandas e Fanfarras. Outros homenageados também registraram breves palavras de agradecimento, entre eles o primeiro a receber o 11º Prêmio Amigo das Bandas, padre Rosalvino Moran Vinayo, da Obra Social Dom Bosco, da capital paulista.

Conforme o protocolo, o prefeito Ademário Oliveira foi o último a ocupar a tribuna, lembrando de sua infância, quando por algum tempo chegou a tocar em uma banda escolar, e falando do grande esforço que vem sendo feito para melhorar a cidade, com o apoio a ações como esta volta do encontro técnico do setor para Cubatão.

Premiação - Representantes dos municípios de Caieiras (Associação Amigos da Fanfarra) e de Itapemirim foram também homenageados, junto com o padre Rosalvino, pela realização de concursos locais ou nacional de bandas e fanfarras. Da mesma forma, entidades como o Instituto Usiminas (representado por Pedro Melo), a Unipar-Carbocloro (representada pela assessora de Comunicação Silvia Vieira), o projeto Raízes de Música e Cidadania (de Ipaussu), o prefeito de Bariri Francisco Leoni Neto, o vice-prefeito de Ipaussu, Sebastião Souza Alves, o maestro João Carlos Estógio, o vereador cubatense Wilson Pio Reis, o prefeito de Cubatão e o deputado Luiz Carlos Gondim foram homenageados.

Destacados também com homenagens, os ex-vice-prefeitos Walter Pinheiro e Arlindo Fagundes, o ex-secretário municipal Carlos de Freitas (que também representou o ex-prefeito Clermont Oliveira Castor); o secretário-chefe de Gabinete da Prefeitura, César do Nascimento, o secretário Raul Christiano e o vereador Aguinaldo Araújo.

Homenagens especiais foram prestadas ao Exército, na pessoa do regente da banda do 2º Batalhão de Infantaria Ligeira (São Vicente), tenente Walter Luiz Linhares; à jornalista Sílvia Barreto; ao pastor Carlos Roberto Silva (presidente da igreja Assembleia de Deus de Cubatão).

Encontro - O Encontro Técnico compreende uma série de aulas de manhã e pela tarde para os participantes, neste sábado e domingo, interrompidas por almoços no refeitório da escola Padre José de Anchieta, além de uma mesa-redonda na tarde de domingo com todos os alunos de sopro, percussão e regência, com o maestro Eduardo Stella, que explicará como as bandas são avaliadas nos concursos e como devem se preparar.  Antes do término do encontro às 17 horas, haverá uma conversa com todos os professores. (Texto: Carlos Pimentel Mendes/PMC; Fotos: Divulgação/PMC)