Jornal Espaço Aberto

Página Inicial

Notícias

Santos vai receber R$ 1,7 milhão para investir no sistema viário

Voltar para listagem de notícias Inserida em: 2017-09-20 -00:30

Santos vai receber R$ 1,7 milhão para investir no sistema viário

 A Prefeitura de Santos assinou, nesta terça-feira (19), convênio com o Governo do Estado para liberação de R$ 1,7 milhão, por meio do Programa Movimento Paulista de Segurança no Trânsito, que visa reduzir o número de mortes em acidentes.

Os recursos serão utilizados pela CET para a execução de intervenções no sistema viário santista, tornando-o mais seguro para pedestres, motoristas, ciclistas e motociclistas.

O projeto elaborado pela companhia municipal prevê a implantação de minirrotarórias e instalação de semáforos, além da substituição de controladores semafóricos para inclusão de estágio para ciclistas e pedestres. Contempla, ainda, a revitalização da sinalização horizontal (faixas de pedestres e de retenção, pictogramas de advertência Faixa Viva, legendas de solo Devagar, Pedestre, Pare e faixas de rolamento).

Os pontos que terão reforço na infraestrutura viária foram definidos pela CET considerando locais com maior incidência de acidentes, de acordo com dados estatísticos da própria companhia e do governo estadual.  

Mobilização - Durante a cerimônia no Palácio dos Bandeirantes, o governador Geraldo Alckmin destacou que o trânsito está entre as principais causas externas de mortes, sendo os jovens as maiores vítimas. “O que se está fazendo tem grande caráter preventivo”, disse sobre as ações a serem realizadas pelas cidades a partir do convênio.

O prefeito Paulo Alexandre Barbosa assinalou a importância da nova parceira com o governo estadual. “Os recursos vão melhorar as condições do trânsito na Cidade e proporcionar mais segurança ao cidadão”.

Movimento - O Movimento Paulista de Segurança no Trânsito é ligado ao Detran-SP e mobiliza, além dos municípios, a sociedade civil e a iniciativa privada, com o objetivo de reduzir pela metade, até 2020, o número de vítimas fatais de acidentes de trânsito. O programa foi inspirado na Década de Ação pela Segurança Viária (2011 a 2020), estabelecida pela ONU. (Divulgação/PMS)