Jornal Espaço Aberto

Página Inicial

Notícias

Caminhoneiros protestam contra reajuste e carga tributária

Voltar para listagem de notícias Inserida em: 2018-05-22 -23:30

Caminhoneiros protestam contra reajuste e carga tributária

 No início da madrugada desta segunda-feira (21), caminhoneiros autônomos concentraram-se em dois pontos da região (final do Viaduto da Alemoa, em Santos e na Av. Santos Dumont, em Vicente de Carvalho/Guarujá), em adesão ao movimento nacional da categoria que protesta contra o aumento do diesel e da cobrança de pedágio por eixo, além da desatualização do preço do frete.

A paralisação dos caminhoneiros aconteceu no mesmo dia em que a Petrobras anunciou novo reajuste para o litro da gasolina, ou seja, em um único mês a estatal reajustou 14 vezes o preço da gasolina e do diesel para as distribuidoras, que naturalmente, repassam para o consumidor. No início do mês, o diesel para as distribuidoras custava R$ 2,0877, que chega ao consumidor, hoje, por R$ 2, 3718.

As entidades que representam o comércio de combustível, bem como as que representam os motoristas exigem que o Governo reveja a carga tributária sobre o óleo diesel que junto a outros tributos deixa o setor de carga e descarga sem qualquer condições de equilíbrio financeiro, muito pelo contrário, especialmente os caminhoneiros que trabalham dias e dias longe de casa, sem local adequado para o descanso, lembrando que os que se destinam ao porto de Santos sofrem há anos com a falta de estacionamento.

A paralisação dos caminhoneiros não é surpresa para quem quer que seja, muito menos para o governo, pois a categoria vem acenando com o tema, de forma mais contundente, desde o ano passado. O presidente do Sindicato dos Transportadores Rodoviários Autônomos de Bens da Baixada Santista, Alexsandro Viviani, afirma que a paralisação só está começando. (Foto: Blog dos Caminhoneiros)