Jornal Espaço Aberto

Página Inicial

Notícias

Jovem emociona público durante formatura do Jepoe

Voltar para listagem de notícias Inserida em: 2018-09-22 -16:52

Jovem emociona público durante formatura do Jepoe

 Angelo Raphael, de 16 anos, foi um dos 895 formandos do Jepoe em São Vicente, programa estadual que atende jovens em situação de vulnerabilidade social.

Na manhã deste sábado (22), cerca de mil pessoas, se reuniu na Praça Tom Jobim, no Gonzaguinha para a companhar a cerimônia de formatura. Quando Angelo, emocionado, recebeu seu certificado de conclusão, em seu depoimento, na realidade um relato tocante sobre sua história e como o Jepoe está mudando a sua vida.

Abandonado ainda na infância, Angelo que mora com irmão em um abrigo mantido pela Prefeitura vicentina, sofreu maus tratos, conheceu as drogas, o mundo do crime e a Fundação Casa.

Minha mãe morava em um prostíbulo. Assim que nasci fui jogado na rua. Minha avó me pegou para criar, mas aos oito anos me entregou para o Conselho Tutelar. Acabei indo para as ruas. Conheci o vício, as drogas e o crime e fui parar na Fundação Casa. Hoje moro em um abrigo. Os conselheiros tutelares e o pessoal da Seas (Secretaria de Assistência Social) me apoiam muito. Têm me dado muita orientação. O Jepoe é uma grande oportunidade. Abracei os estudos. Antes eu era visto com preconceito e desprezo. Hoje sou visto como um cidadão de bem e honesto”.

Ao final, impossível conter as lágrimas diante do depoimento de Angelo, tão vivido para a tenra idade, mais ainda, tão forte diante dos desafios e determinado em seu objetivo de vencer barreiras para encontrar seu lugar no mundo. E mais, maduro o suficiente para se agarrar às oportunidades sem esquecer de onde elas surgem.

Formatura Os formandos do curso concluíram a disciplina de formação cidadã, iniciada em 24 de agosto. A partir de agora eles ingressam em uma nova fase, onde poderão escolher dois cursos técnicos entre restauração, auxiliar de veterinária, panificação, administração, paisagismo e manutenção predial. Além disso, os participantes terão um tempo para prestar serviços comunitários todos os dias, sendo monitorados por sargentos aposentados da Polícia Militar. Neste período eles recebem bolsa-auxílio de 500 reais, vale-transporte e uniforme.

Emocionado, o prefeito Pedro Gouvêa ressaltou a importância do projeto. “O Jepoe é o começo de uma vida de cores. As obras que fazemos pela Cidade acabam esquecidas, mas as obras que fazemos na vida das pessoas essas permanecem”.

A presidente do Fundo Social de Solidariedade de São Paulo, professora Lúcia França, destacou os sonhos ao se dirigir aos formandos: “Não deixem ninguém falar que vocês não podem alguma coisa. Vocês podem sim. Vocês podem muito”.

O Jepoe - Jovens em Exercício do Programa de Orientação Estadual é mantido pelo Governo do Estado em 16 cidades, com aulas no período da manhã, das 7h30 às 12h, e no período da tarde, das 13h30 às 18h. Em São Vicente, o programa conta com mais de 70 profissionais, dos quais 25 professores, 35 policiais militares atuam na formação dos jovens e 03 assistentes sociais e 03 psicólogas que ficam à disposição dos estudantes. Participam do Via Rápida 18, jovens de baixa renda, entre 16 a 18 anos, O curso tem duração de seis meses. O Jepoe tem coordenação operacional de Rogério Barreto. (Foto: PMSV)