Jornal Espaço Aberto

Página Inicial

Notícias

Bolsonaro é o novo presidente do Brasil

Voltar para listagem de notícias Inserida em: 2019-10-29 -01:10

Bolsonaro é o novo presidente do Brasil

       Às 19h21, deste domingo, 28 de outubro, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) anunciou o resultado da eleição para presidente do Brasil, o militar da reserva Jair Messias Bolsonaro de 63 anos e filiado ao PSL. Minutos antes do anuncio oficial as comemorações já aconteciam em várias regiões do País.

      Com 57.796,972 votos, Bolsonaro derrotou Fernando Haddad (PT) que obteve 47.038,792 votos, representando respectivamente, 55,13% e 44,87% dos válidos.

       Numa das eleições mais violentas e difíceis dos últimos tempos no País, com campanhas que pouco mostraram projetos de ambos os lados embora menos agressivas das realizadas para o primeiro turno, os brasileiros elegeram Jair Bolsonaro, capitão reformado do Exército, deputado federal desde 1991.

       Contra a corrupção - Com o Brasil mergulhado em escândalos políticos, com alguns deles presos, entre eles o ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), não resta dúvida que esta foi a eleição em que os eleitores manifestaram repúdio contra a corrupção, largamente denunciada após uma série de operações por parte da Polícia Federal e Ministério Público Federal.

       O estado de descrédito em que o País mergulhou, com o ex-presidente Lula condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro e sua sucessora Dilma Rousseff, também do PT, apeada do governo (sofreu impeachment) acusada de crime de responsabilidade fiscal, ministros, e outros políticos, além de representantes de empresas condenados por crimes contra a administração pública, foram, com certeza, algumas das muitas razões que garantiram a eleição de Bolsonaro.  

       Após 33 anos o Brasil volta a ser presidido por um militar. O presidente eleito Jair Bolsonaro, o quarto presidente eleito, diretamente, desde o fim da ditadura militar em 1985, garante que ele e seu vice, o General Hamilton Mourão não se distanciarão em momento algum da Constituição Brasileira. É o que a Nação espera.

        Durante a campanha, o presidente eleito Jair Bolsonaro em diversas ocasiões afirmou que seu programa de governo estava voltado para: “um governo decente, diferente de tudo aquilo que nos jogou em uma crise ética, moral e fiscal. Um governo sem "toma lá, dá cá", sem acordos espúrios, formado por pessoas que tenham compromisso com o Brasil e com os brasileiros, que atenda aos anseios dos cidadãos e trabalhe pelo que realmente faz a diferença na vida de todos. Um governo que defenda e resgate o bem mais precioso de qualquer cidadão: a Liberdade. Um governo que devolva o país aos seus verdadeiros donos, os brasileiros”.

         Bolsonaro prometeu constituir um governo com pessoas que têm o "propósito de transformar o Brasil em uma grande, livre e próspera Nação. Faço de vocês minhas testemunhas de que esse governo será um defensor da Constituição, da democracia e da liberdade".

        Por enquanto, tudo que o recém-eleito presidente da República do Brasil disse está somente no papel ou em gravações nos diferentes tipos de mídia. A partir de 1º de janeiro de 2019 quando Jair Bolsonaro tomar posse, o brasileiro começará a acompanhar as mudanças que ele, representante da extrema direita, diz que promoverá para a recuperação da economia, principalmente da credibilidade do Brasil. (Foto: Mauro Pimentel / AFP)