Jornal Espaço Aberto

Página Inicial

Notícias

Em novembro, São Vicente terá novo transporte coletivo

Voltar para listagem de notícias Inserida em: 2019-08-23 -15:00

Em novembro, São Vicente terá novo transporte coletivo

 Nesta sexta-feira (23), em reunião que contou com a participação de representante do Sindicato dos Rodoviários, da Prefeitura, da empresa Otrantur e do Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT), foi definido que São Vicente, a partir de novembro próximo terá novo transporte coletivo. Neste encontro foi definido que a cidade contará com 61 ônibus convencionais, com capacidade para 44 passageiros, e 168 micro-ônibus, com 24 lugares.

Na ocasião, a empresa concessionária Otrantur tratou com o representante do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários, do acordo coletivo de trabalho dos empregados. O vice-presidente do sindicato, José Alberto Torres Simões ‘Betinho’, levou o acordo coletivo de trabalho da categoria à reunião e destacou que a cidade
será beneficiada. Segundo ele, o sistema de saúde de São Vicente será desonerado porque os trabalhadores terão plano de saúde e odontológico. E o comércio, beneficiado
com o vale-refeição e cesta-básica.

“Os motoristas e demais profissionais terão todos os direitos trabalhistas
garantidos, o que é bom para eles e suas famílias, mas também para a
comunidade”,
destacou Betinho, destacando que os cooperados da cooperativa que prestava serviço de transporte coletivo na cidade também podem se cadastrar no ‘PAT’ (cuidará do recrutamento e seleção do pessoal) para a seleção. Ele prevê a criação de quase 300 postos de trabalho.

2,4 milhões de usuários/mês

De acordo com a concessionária os ônibus convencionais terão seis reservas e os micro-ônibus, dez. A estimativa da prefeitura é de que cerca de 2,4 milhões de usuários utilizem o transporte vicentino por mês e mais bairros serão atendidos, além de contarem com a integração entre as linhas e o VLT. A frota terá sinal de internet ‘wi-fi’ em todos os veículos e ar-condicionado, além de transporte adequado às necessidades de pessoas com deficiência e idosos. Terá serviço noturno ‘corujão’, com duas linhas na área insular e duas na área continental.

O sistema será interligado aos terminais urbano e rodoviário, na Av. Capitão Antônio Luís Pimenta, 130, Bitaru. A tarifa será de R$ 3,95. A localização dos ônibus será possível por meio de aplicativo e o cartão eletrônico garantira às pessoas uma hora para pegar outra condução sem qualquer acréscimo no valor da tarifa. O sistema será eletrônico, com biometria e câmeras nos veículos. (Foto: Divulgação)