Jornal Espaço Aberto

Página Inicial

Notícias

Baixada anuncia novas medidas para conter o Covid-19

Voltar para listagem de notícias Inserida em: 2020-03-23 -15:49

Baixada anuncia novas medidas para conter o Covid-19

             No domingo (22), as nove cidades da Baixada Santista decretaram calamidade pública,), para controlar o avanço do novo coronavírus. A medida foi anunciada no início da tarde do sábado (21) pelo Conselho de Desenvolvimento da Baixada Santista (Condesb).

 

          Sábado, os prefeitos da região que soma mais de 300 casos suspeitos de pacientes contaminados pelo Covid-19, anunciaram mais quatro medidas preventivas para conter a transmissão do coronavírus. Embora a Baixada Santista ainda não apresente casos confirmados para a doença, os dirigentes entendem que todas as formas para retardar o avanço devem ser tentadas.

 

        Entre as novas ações estão o bloqueio e restrição dos acessos às cidades, fechamento total de comércios. Os prefeitos solicitam o apoio do Governo do Estado para a compra de materiais necessários em hospitais. Na última quinta-feira (19), os prefeitos  já tinham anunciados outras medidas preventivas (estão em vigor) para evitar a transmissão do novo coronavírus. Na ocasião determinaram o fechamento de hotéis, academias, igrejas, casas noturnas e shoppings, também restringiram totalmente o acesso às praias.

 

As novas medidas anunciadas

 

1 - Acessos às cidades da Baixada Santista - Haverá bloqueios estratégicos nos acessos às cidades da região, permitindo apenas aqueles que comprovem vínculo empregatício ou residencial. Solicitação ao Governo do Estado para a realização de campanha de comunicação para que turistas não venham à região, e encaminhamento de pedido de triagem pelo Estado dos veículos no pedágio, preservando as excepcionalidades como profissionais de serviços essenciais, veículos de abastecimento, Porto e Polo Petroquímico.

2 - Comércio - Fechamento total dos estabelecimentos comerciais, incluindo marinas, clubes, lojas de conveniência de postos de combustível, mantendo aberto apenas supermercados, feiras livres, venda de gás, postos de combustível, farmácias e estabelecimentos do ramo alimentício, que devem manter as portas fechadas e funcionar apenas para delivery.

3- Insumos – Diante da dificuldade de compra de materiais necessários para hospitais e equipamentos de Saúde, solicitação de apoio do Governo do Estado para preferência na compra desses materiais para os municípios da região.

4-Calamidade Pública - todas as cidades da Baixada Santista estão em estado de calamidade pública. (Foto/Divulgação  - praia vazia em Peruíbe)