Jornal Espaço Aberto

Página Inicial

Notícias

Greve de nove horas resulta em reajuste de 8% na Reyca

Voltar para listagem de notícias Inserida em: 2012-07-04 -10:51

Greve de nove horas resulta em reajuste de 8% na Reyca

A paralisação de dois turnos de motoristas de pás-carregadeiras da empresa Reyca, que presta serviços à Usiminas, em Cubatão, entre as 23 horas de segunda-feira (2) e as 8 horas de terça (3), surtiu efeito.

Os 110 motoristas e mais 40 empregados, englobando mecânicos e administrativos, conseguiram aumentar o reajuste salarial de 5,85%, anteriormente proposto pela empresa, para 8%.

A nova proposta foi apresentada ao Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários de Santos e região, na manhã desta terça-feira (3). A greve, aprovada na semana passada, foi confirmada em assembleia na noite de segunda-feira (2).

O fim da greve foi decidido em nova assembleia, às 7h30 horas de terça-feira (3), na porta da Usiminas. Com o reajuste, aplicado também na participação nos lucros ou resultados (PLR), o salário passou de R$ 1.380 para R$ 1.490. A cesta básica foi de R$ 60 para R$ 80.

Para o vice-presidente do sindicato, Carlos Alberto Torres Simões ‘Betinho’, “a greve poderia ter sido evitada se a empresa não tivesse investido na intransigência”.

O sindicalista reclama que as reivindicações foram encaminhadas há quatro meses e que se passaram dois meses da data-base de maio. Originalmente, a categoria reivindicava 10%. (Texto e foto: Paulo Passos)