Jornal Espaço Aberto

Página Inicial

Notícias

Portuários organizam caravana para Brasília

Voltar para listagem de notícias Inserida em: 2012-09-14 -18:57

Portuários organizam caravana para Brasília

Os oito sindicatos de trabalhadores do Porto de Santos pretendem levar no mínimo três ônibus, à capital federal, na próxima terça-feira (18), para uma plenária das três federações nacionais da categoria.

Os trabalhadores se organizam contra medidas anunciadas, mas ainda não divulgadas, pelo governo, em relação aos portos brasileiros, que atingirão suas categorias profissionais.

A maior preocupação dos estivadores, operários portuários, empregados na administração, vigias, conferentes, consertadores, bloquistas e rodoviários é com o mercado de trabalho.

Os sindicalistas reclamam da falta de informações a respeito das medidas a serem anunciadas brevemente pela presidente Dilma Rousseff. E também por não terem sido consultados.

Na quarta-feira (18),  eles participarão da plenária das federações nacionais dos portuários (FNP), dos estivadores (FNE) e dos demais avulsos, para definir estratégias frente ao problema.

“Um grande problema, diga-se de passagem. Estamos vendidos, sem saber o que nos espera”. diz o presidente do Sintraport (sindicato dos operários), Claudiomiro  (Miro) Machado.

Em assembleia dos oito sindicatos, na manhã de quinta-feira (13), sindicalista disse que é ponto de honra a garantia do trabalho avulso nos terminais dentro e foto do porto organizado.

“Infelizmente, não sabemos até que ponto isso estará garantido”, lamentou Miro, salientando que apenas empresários foram consultados sobre as medidas.

Em geral, os sindicalistas citam os empresários Eike Batista e Jorge Gerdau como idealizadores do projeto. Eles identificam esses nomes como contrários aos direitos dos portuários.

A assembleia foi declarada em estado permanente, ou seja, pode ser convocada a qualquer instante. E os dirigentes não descartam a possibilidade de greve. (Texto: Paulo passos. Fotos: Arquivo EA)