Jornal Espaço Aberto

Página Inicial

Notícias

Sintracomos paralisa empreiteira da Sabesp

Voltar para listagem de notícias Inserida em: 2013-03-08 -19:26

Sintracomos  paralisa empreiteira da Sabesp

Bastou meio período de greve, das 7 às 13 horas desta sexta-feira (8), para a empreiteira Opsis Operação de Sistema de Engenharia se comprometer a pagar débitos trabalhistas a 60 empregados.

Prestadora de serviços para a Sabesp, a empresa fez acordo com o Sindicato dos Trabalhadores na Construção Civil, Montagem e Manutenção Industrial (Sintracomos).

Até 15 de março, sexta-feira, ela pagará R$ 250 de participação nos lucros ou resultados (PLR), acrescida de 16% do piso salarial de cada empregado, independente da função.

Outro benefício em atraso, o prêmio de produtividade também será pago até sexta-feira (15), apenas aos empregados que fazem jus. E as rescisões de demitidos serão pagas em 1º de abril.

Segundo o tesoureiro do Sintracomos, Geraldino Cruz Nascimento, que organizou a paralisação, junto com o diretor Roque Tomé de Oliveira Neto, as horas paradas serão pagas pela empreiteira.

O presidente do sindicato, Macaé Marcos Braz de Oliveira, ressalta que os trabalhadores remanescentes não sofrerão nenhuma punição: “Mais uma vitória do Sintracomos”, diz ele.

O acordo estabelece ainda que as tarefas serão incluídas nos holerites e pagas no mesmo mês. A paralisação foi em frente à unidade da Sabesp no José Menino. (Texto: Paulo Passos. Fotos: Vespasiano Rocha)